segunda-feira, 2 de março de 2009

capítulo 78

Zac: Vá, agora vai dormir, já está na tarde.
V: Não vou conseguir… *baixa a cabeça mas Zac põe os dedos no queixo para levantá-la*
Zac: porquê?
V: Tenho medo porque… porque sei que quando voltar a abrir os olhos tu já não vais estar aqui.
*Zac abraça-a e pega-a de seguida no colo*
V: O que estás a fazer?!
Zac: Vou-te levar para a cama.
V: Mas…
Zac: Shiiiiu… *Zac encosta a cabeça dela perto do seu coração, Vanessa não lutava contra isso pois o seu desejo era permanecer ali para sempre. Zac pegou na chave suplente que estava debaixo do vaso à frente da porta e abriu-a. Subiu as escadas fazendo o mínimo barulho possível e entra no quarto dela deitando-a de seguida na cama*
V: Fica comigo.
Zac: Tens a certeza?
V: É uma das duas certezas que tenho agora.
Zac: e qual é a outra?
V: Que te amo.
*Zac sorri e beija a sua testa. Levanta-se e tira os sapatos dela, depois deita-se do lado dela e abraça-a*
V: Posso te pedir uma coisa?
Zac: tudo o que quiseres!
*v beija-o apaixonadamente e depois aproxima-se do seu ouvido e sussurra*
V: Quero ser tua.
*Vanessa não esperou a resposta e voltou a beija-lo. Sabia que ele não iria rejeitá-la, sabia que ele a amava. Vanessa estava sem ar, Zac separa os seus lábios do dela e desce até ao pescoço*
Zac: Tens a certeza disso?
V: Não me perguntes as minhas certezas agora porque quando estou perto de ti elas deixam de fazer sentido.
*Vanessa começou a desapertar os botões da camisola de Zac e este ajudou a tirá-la. De seguida era a vez dele tirar a t-shirt de V. A noite não acabou por ali. Aquilo ultrapassou os beijos carinhosos que passaram a ser beijos fervorosos, desejados, sentidos… os toques leves passaram a ser toques de necessidade. Zac sentia-se feliz por poder sentir o perfume da sua amante, estava feliz por tê-la nos seus braços como tempos atrás. Vanessa finalmente estava concretizada, tinha a sua paixão do seu lado e já não precisava de esconder a tristeza pois ela já se tinha extinguido. Um simples olhar significava o mundo e um “amo-te” vindo da boca dele era-lhe tudo. A galáxia inteira não se comparava ao amor que aqueles dois sentiam um pelo outro. Parecia infinito…
Por fim estavam abraçados, a olhar um para o outro sorridentes enquanto Zac brincava com uma madeixa de Vanessa. Aquele rosto tão perfeito, aquele sorriso angelical. Iria isto ser o fim ou um novo começo para estes dois corações?
Já era de manhã, tinham tido uma noite magnífica… perfeita… única… mas era chegada a hora. Vanessa continuava a dormir com um grande sorriso nos lábios, Zac olhava-a perguntando-se no que estaria ela a pensar. Depois olhou para o relógio. Tinha que ir. Olhou outra vez para o seu rosto, levantou-se, vestiu-se e escreveu uma carta pondo em cima da folha uma pequena caixa que tirara do bolso*
Zac: nunca te esqueças de mim, meu amor…
*Subiu na cama e deu-lhe um beijo na testa, o beijo de despedida. Dirigi-se até a porta da varanda e desce pela árvore ante que alguém o visse e vai para casa. Aquilo tinha sido uma despedida silenciosa mas com grande sofrimento. Vanessa acordou devagar e olhou paraa o seu lado, abrindo os olhos devagar, hesitando ver aquilo que tanto temera. Ele não estava lá, apenas um papel, um simples papel. Aonde estava os seus olhos azuis? Aonde estava aquele sorriso? Aonde?

Vanessa
Estiquei o braço para alcançar a caixa azul. Segurei o objecto entre as minhas mãos, queria ainda poder sentir as mãos dele. Ganhei coragem e abri-a devagar o mais devagar possível e surpreendi-me ao ver o que continha. Tirei de lá de dentro um anel, era lindo. Depois de apreciá-lo vezes sem conta pequei na folha e comecei a ler:
“Vanessa… Agora apetecia-me estar do teu lado e dizer-te que te amo cada vez mais… Ser eu a por o anel no teu dedo. Ainda não deves ter lido mas dentro do anel tem uma coisa escrita”
Larguei rapidamente a folha e fui ver o anel e lá estava: I’m yours, forever. Lágrimas correram pelos meus olhos e eu apressei-me a limpá-las. Não queria chorar. Pressionei o anel entre as minhas mãos e voltei a pegar na folha:
“Eu sabia que não tinhas vistos. Quando estiveres a ler provavelmente estarei a partir e certamente estarei a pensar em ti.


A minha inspiração veio da saga de Crepúsculo… se ainda não leram aconselho vivamente a lerem, é lindo *.*

5 comentários:

Anónimo disse...

A tua história está muito fixe ... esta mesmo magnificaa .. amei Posta rapido o procimo capitulo ...

ana disse...

tua historia tah muito linda
e eu ja li crepusculo e é muito lindo tbm
e posta logo o outro capitulo!!!

Raquel disse...

Tá lindo!
:D

luisa disse...

adorei!

posta asiim, nais vezes!

bjuss...luh!

di@n@ disse...

Ta lindo...adorei!!!!
Bjs e continua :)