segunda-feira, 31 de março de 2008

Capítulos 33 e 34

Capítulo 33
Vanessa vê o ladrão a levantar-se e grita horrorizada.
V: Não!!!
Zac não tem tempo de virar para trás, mas quando o faz sente uma espetada na barriga. O ladrão logo depois de fazer isto, enfia mais a faca e depois retira-a, correndo para longe… muito longe. Vanessa não conseguia acreditar naquilo, os 3saem correndo em direcção de Zac que já estava estendido no chão com sangue. Vanessa não conseguia para de chorar, porque aquilo estava a acontecer com ela? Nate vê que Vanessa não consegue reagir, então pede ajuda a Miley.
Nate: Miley, liga para uma ambulância e segura o telemóvel para eu falar.
Miley faz o que Nate diz. Liga a ambulância:
Recepcionista: Sim, boa tarde em que posso ajudar?
Nate: Preciso de uma ambulância com emergência. Jovem de 19 anos esfaqueado na barriga, está a perder muito sangue.
Recepcionista: Sim vou já mandar uma. Qual é a morada?
Nate: Miley, diz a morada.
Miley lá faz o que Nate diz. Quando desliga o telemóvel, Miley vê que o Nate tinha conseguido estampar o sangue temporariamente.
Miley: Onde aprendeste isso?
Nate: Tirei um pequeno curso. Olha, deita a Vanessa no chão, tenta fazer com que ela respire bem e que esteja sempre a olhar para ti. Fala com ela, faz de tudo para que ela fique acordada.
Miley faz o que lhe é dito, Vanessa estava muito mal. Talvez pior do que o Zac pois a sua doença não era por fora, era por dentro. Minutos depois chega a ambulância e vão para o hospital. Nate liga para os outros contando o que tinha acontecido e dizendo aonde estava. Chegando ao hospital Miley e Nate não são autorizados a entrar, tendo que ficar na sala de espera. Miley estava desesperada, não queria perder os amigos, Nate vê aquilo e tenta acalma-la.
Nate: Não te preocupes, eles são fortes. Vão ultrapassar isso na boa.
Miley: Eu tento pensar assim mas não consigo. Não consigo!
Nate chegasse ao pé de Miley e abraça-a, nunca tinha abraçado ninguém daquela maneira.
Meia hora depois chega Corbin e Ashley. Eles estavam super preocupados.
Ashley: Como eles estão?
Corbin: Há quanto tempo estão lá dentro.
Nate que continuava a abraçar Miley que estava a chorar, a chorar baixinho mas ele ouvia.
Nate: Não sabemos, não sabemos de nada. Onde estão os outros dois?
Ashley: Alguém tinha que ir avisar as famílias deles…
Corbin: E não dava jeito que fosse pelo telemóvel.
Mais meia hora esperaram, aquele tempo pareceu um ano inteiro. Mas depois de todo este tempo veio o médico.
Dr: Está aqui algum familiar ou amigo de Mrs Hudgens e Mr Efron?
Miley levantou-se logo.
Miley: Nós… nós somos amigos.
Nate: Como eles estão?
Dr: A situação dos dois é muito grave. Mr Efron vai ter que ser operado, ele já deu autorização sendo maior de idade mas Mrs Hudgens…
Ashley: Mas… o que aconteceu mesmo?


Capítulo 34

Dr: Ela entrou em coma… não sabemos quando irá acordar. Não estamos a perceber muito bem como a sua mente está a funcionar por isso não podemos dar nenhum medicamento pois não sabemos como vai reagir.
Miley: Não pode… eu quero vê-la. Eu quero vê-la!
Dr: Desculpe mais não vai ser possível.
Miley: Deixem-me ver a Vanessa!
Miley descontrola-se mas Nate agarra-a.
Nate: Não podes ficar assim, eles não se deram por vencidos então nós também não o podemos fazer.
Corbin: Sim, nós temos que lhes dar força neste momento.
Ashley: Sim, nós vamos ultrapassar isto juntos. Não interessa quanto tempo vai durar isto.
Nate: É isso mesmo malta.
Miley sentiu-se melhor, eles tinham razão, não podiam ir à baixo e foi isso que fizeram, mantiveram-se juntos e fortes, mais do que nunca. Os 4amigos acabaram por adormecer na sala de espera. Eles ainda estavam a dormir, eram 8da manhã e Jared e Monique chegam vindo o médico falar com eles dizendo que o Zac ia entrar para a operação. Jared resolve acordar os outros.
Corbin: O que foi? Já tiveram notícias?
Miley: Não dormir nada só pensando no que podia acontecer se fechasse os olhos.
Monique senta-se perto do Corbin, e diz o que o médico lhe tinha dito.
Monique: O Zac vai entrar para a operação agora.
Nate: Eu tenho que vê-lo antes.
Miley: Sim, acho que se alguma pessoa puder ir ver o Zac teria de ser o Nate. Porque coiso… eles são melhores amigos.
Ashley: Sim, acho que sim.
Jared: Por mim tudo bem.
Todos concordam, então Nate levanta-se e vai falar com o médico, que o acompanhou até ao quarto de Zac que estava a ser preparado para a operação. Ele estava fraco, mas ainda conseguia falar.
Nate: Então meu? Como estás?
Zac: Eu estou bem mas… e a Vanessa? Não… não me quiseram contar nada sobre ela.
Nate: Ainda não sabemos muito bem. Mas agora tens de te preocupar com a operação.
Zac: A culpa foi minha… eu não deveria ter…
Nate: Acalma-te, não podes ficar assim. Quando estiveres recuperado voltamos a falar disso está bem?
Zac: Sim.
Nesse momento chegam 2 enfermeiras que iam levar o Zac para a sala de operações.
Nate: Vá, vemo-nos daqui a umas horinhas!
Zac não diz nada, simplesmente sorri. Ainda estava a pensar na Vanessa. Sabia que lhe estavam a esconder alguma coisa mas não fazia a mínima ideia do quão grave era. Nate volta para ao pé dos outros e Zac vai para a sala de operações.
Corbin: Como ele está?
Nate: Não muito bem, e ainda por cima tive que lhe mentir sobre a V.
Monique: Fizeste bem.
Jared: Sim, ele não iria reagir bem se soubesse.
Ashley: Bem, é melhor irmos para casa.
Miley: Eu não saio daqui.
Nate: Nem eu.
Ashley: Sim. Mas só vocês ficam até porquê são os mais próximos deles e daqui a pouco chega a família.
Corbin: bem, vamos!
Vão-se todos menos os dois amigos. Pouco tempo depois chegam os pais de V e de Zac.
Greg (pai de V): Onde a minha filha está?
Starlla (mãe de Zac): Sim, e o meu Zac?
Leiam os próximos episódios pois ainda há muito para acontecer.

domingo, 30 de março de 2008

Capítulos 31 e 32

Capítulo 31
Ladrão: mas o que é isto? Ashley? Achas que eu tenho cara de parvo?
Desliga o telemóvel e Ashley não sabe o que fazer.
Ashley: Ele descobriu!!
Miley: Como assim?
Ashley: Não sei.
Pensaram por pequenos momentos.
Nate: Já sei! Ele deve ter visto o teu nome.
Jared: Sim… é o mais provável.
Corbin: Mas… o que ele disse?
Ashley: Pouco, disse que quando saísse íamos comer um gelado como fazíamos quando éramos pequenos.
Monique: Ele disse isso por alguma coisa.
Miley: A única pessoa que o conhece desde pequeno é o Nate.
Jared: Sim, deve ter sido para ti. Tu conhece-lo melhor do que ninguém.
Nate: Não sei se isso tem alguma coisa haver com isto mas… quando nós os dois éramos pequenos… nós íamos todos os dias comer um gelado. As nossas mães fartavam-se de ralhar porque chegávamos muito atrasados.
Corbin: E onde era isso?
Nate: Provavelmente já não existe. Foi há muitos anos e o senhor dos gelados estava velhinho.
Ashley: mas onde é que ficava?
Nate: Perto de um… parque para crianças, ao sair da cidade.
Monique: E não há nenhum banco aí ao pé?
Nate: Como eu disse há muito tempo que não lá vou mas se não me engano há dois.
Corbin: Então podemos dividirmo-nos em 3grupos. Dois vão para os bancos e o terceiro fica aqui na espera de notícias e se algo correr mau, avisamos a polícia.
Jared: Concordo com o Corbin. Temos é que estudar melhor os locais.
Nate: E fazer os grupos.
Corbin: Somos 6.
Jared: Para mim os grupos deveriam ser: A Miley e o Nate vão para um banco. Eu e o Corbin vamos para o outro e a Ashley e a Monique ficam para o caso de acontecer alguma coisa.
Miley: Para mim está óptimo.
Enquanto os amigos tentavam arranjar as coisas, no banco…
Ladrão: Devem pensar que eu sou estúpido.
Zac: Não, não foi isso mas…
Ladrão: Já vais ver.
Zac abraça Vanessa e diz muito baixinho.
Zac: Vamos ao plano.
Vanessa tenta impedi-lo mas não consegue. Zac levanta-se.
Ladrão: O que foi? Queres lutar comigo é?
Zac: Porquê? Tens medo?
Ladrão: Medo de um “menino da mamã”?
Começam a lutar até que o ladrão resolve sacar a arma.
Zac: O que foi? Não sabes lutar, precisas de uma arma?
Ladrão: Sim, ela é a minha companheira de muitos anos.
Enquanto isso Vanessa estava a procura de uma chave mestra, a sua mãe há muito tempo tinha-lhe dito na mesa do gerente, debaixo dela, muito escondida, sempre havia uma para caso de emergências. Depois de um tempo, Vanessa encontra-a. Nessa mesma altura Zac manda um pontapé no braço do ladrão, fazendo com que este deixe cair a arma, começando uma luta brutal, corpo a corpo. Vanessa corre para a porta principal e tenta abri-la mas com o nervosismo deixa cair a chave no chão demorando mais a abrir mas por fim acaba por conseguir.
V: Zac, consegui!
Zac: Agora vai… e pede ajuda.
V: Não!
Zac: Vai, rápido.
Vanessa não tem outra opção, não queria deixa-lo sozinho mas mesmo que ficasse lá, não ia ajudar em nada. Então sai correndo na mesma direcção na qual Nate e Miley vinham.

Capítulo 32
Depois de tanto correr, Vanessa não podia mais, o seu corpo tinha que descansar mas o seu pensamento estava em Zac e só isso lhe importava naquele momento. Miley e Nate vinham no carro sem saber muito bem o que fazer.
Miley :E se o tal ladrão estiver lá? Não podemos chegar lá e coiso.
Nate: Calma, deixa-me pensar porque o teu “coiso” não me está a ajudar em nada.
Miley vê uma pessoa ao longe e reconhece-a logo, era a Vanessa.
Miley: Para o carro.
Nate estava um pouco perdido por isso estava a olhar para o mapa não se dando conta da Vanessa.
Nate: Tas maluca, não sei se sabes mas amigos nossos tão em perigo.
Miley: Para o carro!!
Nate: Não me chates rapariga.
Miley viu que Nate não lhe estava dando atenção então abriu a porta do carro, Nate no mesmo instante parou o carro.
Nate: Não deves estar bem!
Miley não se importando com o que ele diz, sai correndo em direcção a V. Chegando lá abraça a amiga que continua a correr devagar.
Miley: V, olha para mim!
Vanessa não ouvia, não queria ouvir. Estava esgotada. Nate sai de dentro do carro.
Miley: Vanessa! Estas bem?
V: Tenho que… aju…dar o… Zac!
Nesse mesmo momento Vanessa cai no chão, desmaia, mas Nate chega a tempo para a segurar antes que ela batesse com a cabeça. Nate tenta acordá-la, batendo-lhe na cara.
Nate: Acorda Vanessa! Onde está o Zac?
Miley :Não faças isso!!!
Vanessa volta a abrir os olhos, ainda semi-serrados.
V: O que aconteceu?
Miley: Desmaiastes, vamos para o carro. Nate ajuda-me a leva-la.
Nate: Eu levo.
Enquanto Vanessa estava no colo do Nate, infelizmente, lembrou-se de tudo.
V: O… o Zac? Eu tenho que o ajudar.
Nate: Vamos lá todos, acalma-te.
Miley: Nós já lá vamos, ele ainda está no banco…
V: Sim, eles estão a lutar.
Miley, Vanessa e Nate vão a caminho do banco. Zac e o ladrão continuavam a luta renhida, Zac atirou o ladrão para o chão conseguindo pegar na arma, estava todo machucado. Apontou-lhe a arma a cabeça.
Ladrão: Vá, tens a tua oportunidade agora. Vamos!
Zac pensa por uns momentos, não era aquilo que ele queria para a sua vida. Larga a arma e manda um soco bem dado ao ladrão fazendo-o ficar inconsciente. Zac vira-se para trás e vê os seus 3amigos. Vanessa corre para os braços dele, estava feliz agora que tudo tinha acabado. Mas de um momento para o outro, a sua expressão facial muda.
O que terá acontecido?

Aulas outra vez...

Como devem saber vão começar outra fez as aulas, infelizmente as férias acabaram. Por isso a partir de amanhã, vou tentar escrever por dia 1 capítulo e de vez em quando, quando tiver tempo faço de 2capítulos está bem? Desculpem mas as aulas são tramadas, tiram-nos o tempo todo.
BeIjInHo dA DoNa Do BlOg!!!

sábado, 29 de março de 2008

Capítulo 29 e 30






Capítulo 29
Dentro do banco Zac e Vanessa não sabiam o que fazer.
Ladrão: O que sentirias se eu pusesse uma bala destas na barriga ou até na cabeça da tua namorada?
Zac: Era preferível fazeres isso a mim, ou então não saias daqui vivo.
V: Não, Zac…
Ladrão: Tu meu rapaz está a abusar da sorte. Tentando se armar em herói? Olha que aqui é tudo real, não é como nos filmes que tu fazes?
Zac: Mas o que é que tu sabes sobre mim?
Ladrão: Pergunta o que não sei, é mais fácil. Passei todo esse tempo a investigar aos teus pais, a ti e aos teus amigos. Aprendi tudo sobre ti e também sobre a tua namoradinha. Eu sabia onde vocês estavam, para onde iam… tudo.
Zac: Isto tudo para quê? Para fazer os outros infeliz?
Ladrão: Sim, de um certo modo, sim.
Zac: Não percebo como pode haver pessoas dessas como tu! Sacana.
Ladrão: Com muito gosto!
Chega-se ao pé do Zac e chutando-o na barriga.
Ladrão: Gostas de dor?
V: Não!!!
Ladrão: Tu és muito bonita pode ser que quando eu dé cabo do teu namoradinho deixe-te sobreviver para contar a história.
V: Patife!!
Ladrão :Eu não costumo bater em mulheres mas… pode ser que hoje mude de ideias.
V: És um patife, prendes as pessoas para lhes bater. Não tens coração!
Ladrão: Já tive, mas virou pedra. Assim estou melhor! Aprendi tudo isso na prisão. A 15 anos atrás eu não era capaz de matar uma mosca, mas agora sou até capaz de comê-la viva.
Vanessa fica bastante perturbada com as palavras daquele homem. Zac continuava estendido no chão a pensar no que poderia fazer para sair dali. E os seus amigos tentavam fazer o mesmo sentados na mesa do café, mas não lhes saia nada. Tudo era demasiado arriscado. De um momento para o outro, chega a Miley toda feliz pois tinha gravado mais uma música e um episódio com os Jonas Brothers, e estava super contente com isso.
Miley: Então pessoal? Que caras são essas? Alegria, a vida é só uma e temos que aproveitar.
Jared sussurra a Ashley: Ela ainda não deve saber.
Ashley: Eu conto, com calma para que ela não fique… mau.
Monique: Senta-te.
Miley: Mau, o que é que aconteceu? Vocês não costumam estar assim. Onde estão a Vanessa e o Zac?
Corbin: É sobre isso que nós queremos te falar.
Jared: Senta-te e acalma as hormonas e nós já te dizemos.
Miley: O que aconteceu? Digam-me.
Nate enervado com a situação em que estava o amigo não aguentou mais aquela pergunta.
Jared: O Zac e a Vanessa estão presos num lugar com um estúpido qualquer que resolveu apontar-lhes a arma a cabeça satisfeita?
Miley ficou em estado de choque, nunca pensou que era tão grave. Sentou-se na cadeira a olhar fixamente para a mesa, ficou sem nenhuma reacção.
Miley: Não, não sabia…
Nate finalmente percebeu do que tinha feito, estava arrependido mas naquela altura… o melhor amigo dele estava em uma situação muito perigosa e só agora é que se deu conta de que era uma pessoa especial para ele.
Nate: Desculpa… não consegui… calar esta maldita boca.
Espero que estejam a gostar da história e a tentar imaginar o que vai acontecer… como eles vão resolver isto.

Capítulo 30
Miley: Não faz mau…
Uns momentos depois Miley recuperou-se da notícia.
Miley: Mas… como é que isso aconteceu?
Ashley: Também não sabemos.
Lá explicaram o que tinha acontecido, pelo menos o que eles sabiam pois muita parte não faziam a mínima. Depois de pensarem muito e discutirem, decidiram não falar nada a polícia e ligar outra vez para Zac.
Corbin: Quem é que liga?
Monique: Tem que ser a Ashley, pois só ela já falou.
Miley: Sim, mas… vamos tentar fazer isso com calma.
Nate: mas o mais importante Ashley, ele pode dizer tudo o que quiser para te enervar mais não caias nisso. Não podemos ter nenhuma palavra em falso, que nos desmascare ou então…
Jared: Não se preocupem, eles vão sair dali bem! E vamos poder esquecer este assunto para sempre.
Ashley pega para telemóvel e liga para o telemóvel do Zac , mas este não é atendido e eles ficam preocupados.
Miley: Será que aconteceu alguma coisa?
Monique: Pode ter… acontecido alguma coisa.
Nate: Não! Eu conheço o Zac, ele vai-se safar.
Jared: Sim, ele tem razão.
Corbin: Temos que ter pensamento positivo.
Nate queria acreditar fortemente no que estava a dizer… mas havia alguma coisa que… não deixava fazê-lo.
Já no banco, Zac levanta-se mas ainda tinha algumas dores.
V: Estás bem?
Zac: Sim… Não te preocupes.
Ladrão: Bem, vou ali ao lado fazer um pequeno telefonema mas… não se atrevam a fazer nada… até porquê está tudo trancado e vocês não conseguem ir longe.
Zac: Vai-te lixar!
Ladrão: Há ha ha… bem, eu já volto, espero que não sintam muitas saudades minhas.
Dizendo isso vai para atrás de uma mesa sumindo da visão dos olhos dos dois jovens. Logo quando isso acontece Vanessa sussurra ao ouvido de Zac para o ladrão não os poder ouvir.
V: Zac, o que vamos fazer?
Zac: Não tenho a certeza mas…
V: Conta-me.
Zac resolve contar o que tinha pensado.
V: Não, Zac tu não vais fazer isso.
Zac: Eu não posso deixar que ele te faça algum mau.
V: Mas…isso é… muito perigoso… eu não te quero perder.
Zac: Não, te preocupes. Quando sairmos daqui prometo-te que nunca mais vais passar por isso.
Zac abraça-a fortemente. Até que a certa altura chegou o ladrão.
Ladrão: Já estão a fazer a despedida? Acho que ainda é cedo. Podem-se deitar aí no chão, é durinho, faz bem às costas.
Atira o telemóvel a Zac.
Ladrão: Tu, telefona a tua mãe outra vez. Vamos ver o que ela pode fazer para salvar o seu querido filho. Dou-te cinco minutos para falar com ela.
Zac faz o que o ladrão diz mas como antes em vez de ligar a mãe liga a Ashley.
Ashley: Zac… quer dizer… Filho!
Zac: Sim, mãe, sou eu.
Ashley: Estás bem? E a Vanessa?
Zac: Sim, mãe. Estamos bem.
Ashley: Olha, nós estamos aqui todos juntos a tentar arranjar uma solução, mas primeiro temos que saber onde é que estás. Tenta mandar em código ou qualquer coisa.
Zac: Sim, mãe. Diz ao pai que eu também o adoro. Quando sairmos daqui vamos comer um gelado naquele lugar como fazíamos quando era pequeno.
Ladrão: Já chega, isso já é conversa a mais.
Tira o telemóvel da mão de Zac, mas uma coisa que lhe tinha passado ao lado na ligação anterior foi o nome da ligação. Mas agora o ladrão dá-se conta disso.
O que irá ele fazer?

Engano...

Desculpem mas no capítulo 26(se não me engano) enganei-me e pus dois homens entraram no banco mas só é um... um pkn engano espero que compreendam e que estejam a gotar da história tanto kanto eu.
Hoje a tarde vou postar mais 2capítulos cheio de aventura e vão descubrir como eles se vão safar desta!
BeIjInHooS

sexta-feira, 28 de março de 2008

Capítulos 27 e 28

Capítulo 27
Zac volta para frente do banco.
Zac: Já fiz o que querias, agora deixa-os sair.
Ladrão: Agora que o jogo estava a ficar melhor?
Zac: Isto para ti, é um jogo? Por em risco a vida de pessoas que não têm nada a ver com isto? Mas, afinal… o que foi que eu te fiz?
Ladrão: Pergunta o que é que a tua querida mãe me fez. Passei 15 anos na prisão, perdi os 15 melhores anos da vida do meu filho. Não o pude ver a dar o primeiro passo, não o pude ouvir a dizer as primeiras palavras…
Zac: Tenho imensa pena que não o tenhas feito mas isso só aconteceu porque tiveste que assumir as consequências dos teus actos.
Ladrão: Fui acusado de matar uma criança. Mas eu não o fiz, acusaram-me de uma coisa que eu não tinha feito.
Zac: Eu não sei o que aconteceu, mas eu posso-te ajudar.
Ladrão: Não quero a tua ajuda para nada. Ninguém me pode ajudar, o tempo não pode voltar atrás por isso vou fazer a tua mãe sofrer até o final da vida.
Zac: Então leva-me a mim, não a estas pessoas que não fazem a mínima ideia do que está a acontecer.
Ladrão: Achas que vai ser assim tão fácil? Eu não vou deixar esta beleza fugir.
Zac: Não lhe faças mau, eu juro-lhe que se lhe fizer alguma coisa eu…
Ladrão: Tu o quê? Vais-me matar, força! A minha vida já está acabada.
Zac: E o seu filho? E a sua mulher?
Ladrão: A minha mulher morreu no parto, estava muito fraca. O meu filho… ele cresceu nos piores lugares que se pode imaginar e acabou por se meter em drogas, e também o perdi.
Zac: Mas você ainda está vivo. Pode reconstruir a sua vida.
Ladrão: Não, não posso. A minha vida vai à baixo, mas eu não vou sozinho.
Zac: Não lhe faça mau. Eu… eu amo-a.
Era a primeira vez que Zac falava em amor. As palavras simplesmente saíram-lhe da boca, saíram-lhe do coração. Vanessa ouviu-as pelo telemóvel e ficou paralisada. Começaram a cair lágrimas dos seus olhos.
Zac: Vamos fazer uma troca, eles por mim. Não ganha nada mantendo-os aí.
Ladrão: Isso é que ganho, a tua dor, o teu sofrimento. Mas esta bem, deixo sair todos menos a rapariga e tu entras.
Zac: Não, ela também sai!
Ladrão: Rapaz, quem dita as regras aqui sou eu. Tranca-os a todos no carro e trás as chaves.
Zac não tem outra opção e faz o que lhe é dito. Depois de o fazer…
Ladrão: Entra, devagar… sem nenhum movimento bruto ou então, vais-te arrepender para o resto da tua vida.
Zac entrou e deu-se com aquela deplorável imagem. Nessa altura ele odiou-se a si próprio, a culpa de a Vanessa estar ali era toda dele. O ladrão quando vê Zac atira Vanessa para o chão, Zac sem mais pensar atira-se ao chão e agarra-a, pondo-a em seus braços. Vanessa olha-o nos olhos.
V: Zac, tenho medo.
Zac abraça-a com todo amor tentando transmitir-lhe calma.
Zac: Não tenhas, eu estou contigo.


Capitulo 28

Ladrão: Vês como dói, quando perdemos uma pessoa?
Zac: Deixa-a sair. Já me tens a mim! O que queres mais?
Ladrão: Eu quero que sintas dor, nesta altura a tua mãe já deve estar preocupada contigo.
Neste momento o telemóvel de Zac toca. Era a Ashley. Zac olha para o ladrão.
Ladrão: Quem é?
Zac: É a… minha mãe.
Ladrão: Atende e diz o que está a acontecer. Com calma.
Zac atende.
Zac: Mãe!
Ashley fica confusa.
Ashley: Haa?? Sou eu a Ashley, eu estou com os outros, queres vir té connosco?
Zac: Não mãe, não posso ir té com vocês.
Ashley: O que está a acontecer? Não estou a perceber nada.
Zac: Eu e a Vanessa estamos presos num banco com um ladrão.
Ashley: O quê? Não estás a brincar pois não.
Zac: Não, infelizmente não é nenhuma brincadeira.
Ashley: Em qual banco é?
O ladrão tira o telemóvel dentro da mão de Zac.
Ladrão: Lembra-se de mim? Sim, eu estou a brincar apontando uma 9.0ml a cabeça do seu filho e da namorada.
Ashley ficou confusa não sabia o que fazer. Namorada? Que namorada? Ela pensou que o ladrão haveria de se ter achado que a Vanessa era namorada do Zac. Ashley tentou disfarçar a voz e por fim entrou no “plano” do Zac.
Ashley: O que está a fazer com o meu filho?
Ladrão: Não se lembra de mim? Já se esqueceu? Sou aquele que lhe mandou uma pequena carta há uns dias.
Ashley: Sim, eu sei quem é! Mas o que quer com o meu filho?
Ladrão: Só estamos a fazer um pequeno jogo.
O ladrão mau acaba de dizer isso, aponta a arma para o tecto e dá um tiro.
Ashley: O que quer que eu faça?
Ladrão: Por enquanto nada…
Ashley: Nada? Não quer um resgate… ou coisa do género. Nada?
Ladrão: Por enquanto… não. Depois volto a ligar para dizer se o seu filho está vivo.
O ladrão desliga o telemóvel. Ashley fica petrificada, ficou branca e voltou para a mesa onde estava os seus amigos.
Jared: O que foi?
Monique: Meu Deus… estás bem?
Ashley: O Zac… O Zac…
Nate: O Zac o quê?
Ashley: O Zac… O Zac…
Corbin: Diz!!
Jared: Espera.. acalma-te. Agora diz… com calma… respira. Sim?
Ashley perde a calma toda e diz aquilo como se fosse um relâmpago
Ashley: Ele e a V estão presos num banco com um maluco que lhes está a apontar uma arma à cabeça.
Finalmente respira, deixando os outros muito confusos e de boca aberta.
Corbin: Hããã??
Monique: Meu Deus!!!
Jared: Mas, como isso aconteceu?
Ashley: Não, sei. Não percebi mais nada. O Zac começou-me a chamar de mãe…
Nate: Eu conheço o Zac, de certeza ele fez isso para nós os ajudarmos.
Ashley: O que será que ele quer que faça?
Corbin: Como está a ficar tarde temos que ligar as mães deles e dizer que vão passar a noite fora. Monique: Sim, mas… a mãe do Zac pode ter alguma coisa a ver com isso.
Ashley: Sim, eu falei com o raptor. A mãe do Zac pôs ele na cadeia e acho que ele agora…
Jared: Quer vingança.
Jared, Ashley, Corbin, Monique e Nate puseram mãos ao trabalho, fazendo aquilo que tinham dito e também pensando no que iam fazer. Como estariam dentro do banco?

quinta-feira, 27 de março de 2008

Capítulo 25 e 26




Capítulo 25
Chegam ao destino previsto.
Zac: A primeira coisa que vamos fazer é almoçar.
Stella: Não, vamos brincar.
Zac: Stella, eu disse a vossa mãe que cuidava de vocês…
V: Sim, e sabes que a mãe não gosta que almoces fora de hora.
Stella: Sim, está bem… então vamos!
Stella agarra na mão dos dois e correm juntos até um restaurante. Almoçam e como Stella queria muito ver os golfinhos tiveram que ir.
Stella: Vamos ali!
E iam a correr.
Stella: Olhem aquele!
Zac: Espera, vamos tirar umas fotos.
Stella: Sim, ainda bem que trouxeste a máquina.
Zac pediu para uma pessoa tirar a fotografia.
V: Agora vamos ver o show das Orcas.
Stella: Sim!
As horas foram passando, o dia estava acabando. Estavam a comer um gelado, o dia foi maravilhoso, inesquecível. Zac passou o dia colado a Vanessa mas o dia ainda não tinha acabado… ainda havia muito para acontecer.
Zac: Vamos para casa?
Stella: Não… eu quero ficar aqui…
V: Stella, nós temos que ir.
Zac: Vamos? Eu prometo que volto-te a trazer aqui.
Stella: Vamos!
Stella começa a correr em direcção ao carro e Zac abraça Vanessa.
V: Adorei este dia! Obrigado.
Zac: Eu adoro-te…
E vão abraçados. Entram no carro e vão a caminho de casa. Antes de chegar a casa.
Zac: Importam-se de esperar um pouco? Tenho que ir ao banco levar uma coisa.
Stella: Eu quero ir contigo.
V: Sim, nós vamos contigo.
Saem do carro e entram no banco. Nesta altura do dia, em que o banco estava quase a fechar, estavam lá poucas pessoas.
Zac: Bem, ficam aqui a minha enquanto espera eu vou ali, está bem?
V: Sim.
Dá-lhe um beijo, até porque nesta altura a Stella já sabia que eles namoravam mas Zac dá-se conta que se tinha esquecido de uma coisa.
Zac: Esqueci-me de uma coisa. Vou ao carro mas já volto.
V: Está bem.
Zac sai do banco e entra no carro, estando de costas não vê que logo quando ele sai do banco entram 2homens vestidos de preto. Quando Zac dá-se conta de que o documento que queria estava no bolso das calças, ri-se, e vai outra vez ao banco mas quando tenta abrir a porta, não consegue. Aquilo incomoda-o e ele liga para V, mas não é ela que atende.
Zac: Vanessa? Onde estás?
Ladrão: A tua querida namorada, não te preocupes. Por agora está bem.
Lá dentro estava um homem apontando uam arma a cabeça de Vanessa. Stella já estava a chorar.
Zac: Mas afinal o que queres? Deixa-as sair!


Capítulo 26
Ladrão: (ri-se) Acho que eu tenho nos meus braços uma pessoa muito importante para ti…
Zac: Larga-a…
Vanessa lá dentro aterrorizada grita.
V: Zac!!!
Stella não parava de chorar, estava encostada a um canto com mais 6 pessoas presas.
Ladrão: Podem-me fazer aquela miúda se calar ou então calo-a eu.
V: Stella, não chores. Nós daqui a pouco vamos para casa.
Ladrão: Isso só pode acontecer se o teu amiguinho cooperar.
Zac: Deixa-as ir… eu entro. É a mim que queres não é?
Ladrão: Vamos fazer um compromisso… se tu não te mexeres, não fizeres nada, eu deixo-te escolher uma pessoa para sair.
Zac pensa…
Zac :Estupor, ao menos que não toques em nenhum cabelo de ninguém!
Vanessa preocupada com a sua irmã diz.
V: Zac, deixa a Stella sair… ela está com muito medo.
Zac: Sim, a Stella.
Ladrão: Afasta-te da porta, e se tentares fazer alguma coisa, qualquer movimento que seja… alguém vai ter que sofrer.
O ladrão pega na Stella, sempre com a arma apontada na cabeça de Vanessa e leva-a até a porta, atirando-a para fora fazendo com que Stella caísse por umas escadas (8degraus). Zac vai a correr ao encontro da Stella que estava estendida no chão. O Ladrão continuava no telemóvel.
Ladrão: Oou.. eu disse para não te mexeres…
Zac: mas eu vim ajudá-la…
Ladrão: Foi o que eu tinha dito, para não te mexeres. Tu quebraste o compromisso, eu também o vou fazer.
Zac entrou em desespero quando ouve um grito, era o de Vanessa.
Vanessa: Ai…
O ladrão puxara o cabelo de Vanessa e agora estava a passar a mão pela sua cara.
Ladrão: Tens aqui uma bela rapariga…
Zac: Não lhe toques! Deixa-me chamar alguém para ajudar a menina.
Ladrão: Deixa-me pensar… Não! Deves-te achar muito espertinho.
Zac: Eu não quero fazer nada de mais, ela está a sangrar. Pelo menos, deixa-me ajudá-la.
Ladrão: Tens… 5minutos. Nem mais, nem menos.
Zac corre para o pé de Stella. Tinha batido com a cabeça no chão. Zac tira a camisa e rasga-a colocando no local onde estava a sangrar.
Ladrão: bem, acabou o tempo.
Zac: mas…
Ladrão: Volta para trás!
Zac recuou, não podia desobedecer as ordens dele.
Zac: Deixa sair mais alguém.. a Vanessa.
Ladrão: Não, não hó Romeu! Posso deixar sair mais duas pessoas… vês como eu sou bom? Mas esta jóia aqui, por enquanto fica comigo.
Saem mais 2pessoas amarradas. Zac corre a ajudá-las.
Ladrão: Manda-os para o teu carro junto com a menina.
Zac carregou Stella até ao carro e levou também os outros dois até lá.
Zac: Fiquem aqui! Não façam nada. Vocês daqui a pouco voltam para as vossas casas.
O que irá Zac fazer para salvar a Vanessa? Terão que ler os próximos capítulos.

quarta-feira, 26 de março de 2008

Então??

Nestes tampos tenho tido poucos cometários...
tenho uma surpresa para vocês no próximo capítulo mas só o vou postar amanhã...
Até... espero que comentem mais!!
kiss

Capítulo 23 e 24

Capítulo 23
V: Oi…
Zac: Desculpa não ter dito nada antes de sair… tive que vir rápido para casa.
V: O que aconteceu?
Zac: Eu explico-te…
V: Diz.
Zac: Primeiro vira-te.
V vira-se e vê que Zac estava no lado de fora da sua varanda. Ela apressa-se a abrir.
V: O que estás aqui a fazer?
Zac: Tive que sair de casa, a minha mãe a esta altura pensa que estou dentro do quarto a dormir.
V: Mas afinal o que aconteceu?
Zac lá resolveu contar.
Zac: A minha mãe é juíza…
V: Não sabia…
Zac: Sim, e ela… pôs uns homens na cadeia que prometeram vingança e eles conseguiram fugir.
V: Que mau… achas que conseguem fazer mau a tua mãe?
Zac: Não sei mas o pior… é que hoje a minha mãe recebeu uma carta a dizer que já tinham visto os filhos dele e que iam-nos fazer mau.
V: Não te preocupes… vais ver, eles vão ser apanhados.
Zac: Sabes o que é estranho… hoje eu tive a impressão de que estávamos a ser seguidos.
V: Porquê não me disseste nada?
Zac: Não sei… pensei que era imaginação minha. Mas agora tudo faz sentido!
V: Já é tarde, eu não quero que andes por aí sozinho. Deverias ter ficado em casa.
Zac: Foi o mesmo que a minha mãe disse. Mas eu tinha demasiadas saudades tuas.
V: Vou lá em baixo falar com a minha mãe.
Zac: Porquê?
V: Porque vais dormir cá! Eu não quero que andes por aí… á noite e sozinho enquanto anda a solta esse…
Zac: Não te preocupes comigo. (beija-a)
Vanessa vai lá em baixo e fala com a mãe explicando-lhe o que tinha acontecido. Gina ansiou um pouco mas depois acabou por concordar percebendo a situação do Zac.
Gina: Está bem… E onde ele vai dormir?
Stella entra na cozinha.
Stella: Quem é que vai dormir aqui?
Gina: O Zac.
Stella: Boa!! Onde ele está?
V: Está lá em cima no meu quarto.
Stella sobe a correr as escadas e vai ao quarto da irmã saltando logo para cima do Zac.
Zac: Stella!
Stella: Olá Zac… Olha, podes me cantar uma canção para eu ir dormir depois?
Zac: Claro, deita-te aqui do meu lado.
Zac cantou umas quantas músicas para a Stellinha dormir. Mas ele também acabou por adormecer na cama da Vanessa. Gina e Vanessa sobem para o quarto, quando entram vêm aquela imagem tão angelical.
V: Tão fofos…
Gina: Sim, a Stellinha gosta muito dele.
V: É melhor deixa-los aí. Eu durmo no quarto da Stella.
Gina: Está bem… Boa noite filha.
Dito isso dá um beijo a filha e de seguida dá também um beijo a Zac e Stella. Vanessa queria dormir mas não conseguia, estava preocupada com Zac, não o queria perder agora que o tinha encontrado.

Capítulo 24

No outro dia Vanessa acordou tarde até porque era sábado. Quando foi ao seu quarto não viu ninguém na cama, já todos tinham acordado. Então decidiu ir a cozinha, lá só estava a mãe.
V: Bom dia mãe! Onde está o Zac e a Stella?
Gina: Bom dia filha, estão lá fora a brincar. Estou a ver que a Stellinha arranjou mais um amigo.
Vanessa vai lá fora ter com ele e vê-os a rebolar na relva, V chega por trás deles e assusta-os.
V: Bom dia!
Zac e Stella: Bom dia.
Stella: O Zac disse que hoje vamos sair os 3.
Zac: Sim, hoje vamos levar a Stella a passear. Concordas?
V: O convite é muito tentador mas… claro que sim!
Zac: Então enquanto vocês se preparam eu vou a casa tomar um duche e trocar de roupa. Encontramo-nos aqui as 10:30… e não se esqueçam de levar uma roupa suplementar.
V: Porquê?
Zac: Logo vês!
Stella: Está bem ,vou dizer a mãe.
Stella dá um beijo ao Zac e corre para dentro de casa. Zac aproxima-se de Vanessa.
V: Estás melhor?
Zac: Claro, tu és o meu único remédio. (beija-a) Bem, vou a casa mas já volto.
V: Vou ter muitas saudades, cuidado.
Zac: Sim, até logo.
V: Até logo.
Zac vai para casa e quando lá chega a sua mãe estava super preocupada.
Mãe de Zac: Onde estavas? Deixaste-me muito preocupada.
Zac: Fui a casa de uma amiga.
Mãe de Zac: Porquê não avisaste? Já estava a pensar no pior. Tens de ter cuidado.
Zac: Sim mãe, eu tenho. Agora tenho que ir.
Mãe de Zac: Outra vez?
Zac: Sim, não te preocupes… Eu sei cuidar de mim.
Mãe de Zac: Eu sei mas… esquece. Diverte-te.
Zac abraça a mãe
Zac: Adoro-te.
Mãe de Zac: Eu também meu filho… eu também.
Zac apressou-se a arranjar-se e pouco menos de 1h já estava na casa da Vanessa e as duas já estavam a sua espera na frente de casa.
Zac: Vamos senhoritas?
Stella: Sim!
V: Vamos lá!
Já dentro do carro.
V: Para onde vamos?
Stella: Não podemos contar… é segredo.
V: Há está bem…
Zac: So podes saber que vai ser um dia incrível.
V: Dêem-me uma pista!!
Zac: Humm… tem água.
V: Praia? Piscina?
Stella: Não, ainda está muito longe.
Zac: Tem animais.
Stella: Zac, não digas mais se não ela vai adivinhar.
V: Era suposto eu fazer isso! (riem-se todos)
Zac: Não, não. Só vais saber quando lá chegarmos.
V: Andem lá!
Stella: Não… (ri pa Zac)
Fizeram um longo caminho e enquanto o faziam, cantavam. 1hora depois)
V: Mas nós estamos em San Diego! Água… água… onde é que estamos a ir?
Zac: Não te vem nada a cabeça?
Stella: Lá tem uma coisa que adoras desde pequena.
V: Golfinhos!! Já sei, vamos ao Sea World.
Zac: Ui… ela chegou lá…
Stella: demoraste!
V: Ho páh… não gozem.
Zac: Hoje vamo-nos divertir à grande.
Será que o dia ia correr tão bem como Zac imaginava? Isso vão ter que ler no próximo episódio.

terça-feira, 25 de março de 2008

Capítulo 21 e 22

Capítulo 21
Tudo estava a correr as mil maravilhas. Nas gravações, na amizade, no amor… Quanto tempo mais aquela felicidade iria durar? Como o High School musical estava quase a estreiar, o elenco foi convidado para uma festa. Lá estariam todos os famosos de Hollywood, era uma grande oportunidade para todos. Faltava menos de uma semana para o tal acontecimento, mais precisamente quatro dias e as raparigas estavam em pulgas na escola.
Miley: Já sabem o que vão vestir?
Vanessa: Não…
Ashley: Nem eu.
Monique: Não faço a mínima.
Miley: Vocês quando estão nervosas não conseguem pensar… Podemos hoje ir ás compras.
V: Que eu saiba tu também vais a festa.
Ashley: Não estás nervosa?
Miley: Não te preocupes, uma pessoas habitua-se… em tantas festas que fui…
Jared: À sério, não percebo porque vocês se preocupam tanto com o que vão vestir…
Corbin: Também não, tudo o que vestem, fica-vos lindamente.
Nate: Mas elas gostam muito de complicar. (aparece atrás deles)
Zac: Há quanto tempo senhor…
Jared: O que te aconteceu.
Nate: Simplesmente apaixonei-me pela rapariga mas linda do mundo.
Corbin: Para ti meu caro Nate.
Zac: Há… agora tudo se explica. É por isso que andavas tão ocupado.
Nate: Tenho uma outra notícia para vos dar.
Miley: Boa ou má?
Nate: Depende do ponto de vista. Vou viajar com os meus pais.
Zac: O quê?
Corbin: Quando?
Jared: Para onde?
Nate: Daqui a um mês estou em paris.
Os rapazes ficaram surpresos, principalmente o Zac. Desde sempre que tinha o Nate do seu lado, como de um momento para o outro podia ir-se embora? Vanessa dá-se conta da reacção do Zac.
V: Tão pouco tempo?
Ashley: Pra tão longe?
Monique: Descansem… não exagerem tanto.
Miley: Sim, Paris é aqui ao lado.
Nate: E podem ir me visitar sempre que quiserem.
Corbin: Mas é permanentemente?
Nate: Ainda não sei.
Deu o toque e foram para as aulas. Zac não estava o mesmo desde a notícia do Nate. Quando acabam as aulas Vanessa vai ao cacifo com as amigas.

Capítulo 22
Ashley: esqueci-me completamente, não posso ir hoje as compras.
Monique: Pois, a mim também não dá muito jeito.
Miley: Então deixamos para amanhã depois dos ensaios.
Nesse momento Vanessa vê um papel no seu cacifo e lê. Era uma carta do Zac com um poema e no fim dizia para ir ter com ele a um certo lugar da escola que ela ainda não conhecia. As amigas vendo que ela estava longe acordaram-na.
Ashley: Pois, estavas a ouvir tudo, eu sei…
Monique: Vens connosco?
V: Não, eu ainda fico um pouco. Podem ir, depois nos encontramos nos ensaios.
Miley: Como a mim não encontras, até amanhã.
Vanessa despede-se dos amigos e vai ter com o Zac. Quando lá chega, ele já estava a sua espera.
V: O que passa contigo? É por causa do Nate não é.
Sentam-se.
Zac :Ele sempre esteve do meu lado, é o meu melhor amigo.
V: Nós nas férias podemos ir ter com ele.
Zac: Sim, mas não ia ser a mesma coisa. Desde de que nasci que eu conheço-o.
V: Desde quando mesmo… há quantos anos?
Zac: Desde de que nascemos, há… 19 anos.
V: À sério? Sempre pensei que fosse brincadeira. Então vocês “conheceram-se” mesmo na maternidade?
Zac :Sim, bem… foi mais as nossas mães. Mas depois disso nunca mais nos separamos.
V: Não fiques assim… eu estou aqui contigo…
Zac: Eu sei… e é isso que me faz estar aqui… (abraçam-se) Eu adoro-te.
V: Ainda bem… Porque eu também!
Os dois vão para os ensaios de mãos dadas esquecendo-se de tudo. Dentro do carro, a caminho dos ensaios, Zac dá-se conta que está a ser seguido. Ele olha para trás e o condutor do outro carro desvia-se seguindo por outro caminho.
V: O que foi?
Zac: Pensei que… nada.
Zac e Vanessa vão para os ensaios. Quando lá chegam, já estavam todos, só faltavam eles.
Kenny: Como já chegaram todos podemos começar.
A meio dos ensaios Zac ouve um telemóvel a tocar, era o dele.
Zac: Desculpem, mas… é a minha mãe.
Kenny: Vai lá.
Zac afasta-se um pouco dos outros e atende o telemóvel.
Zac: Sim, mãe?
Mãe do Zac: Filho… estás bem? (diz nervosa)
Zac: Sim, mãe, o que aconteceu?
Mãe: Onde estás?
Zac: Porquê?
Mãe: Quando chegares a casa eu explico-te mas vem… por favor…
Zac: está bem… beijos.
Zac vai falar com Kenny.
Zac: tenho que ir embora.
Kenny: O que aconteceu? Pareces muito preocupado.
Zac: Não sei… a minha mãe ligou e… estava muito nervosa… não sei, tenho que ir para casa.
Kenny: Esta bem, vai…
Vanessa vê o que aconteceu e olha para Zac, mas como Zac estava tão preocupado não falou com ela, simplesmente fez-lhe um sinal de que ligava-lhe depois. Quando acabaram os ensaios Vanessa foi para casa. Tentou estudar mas não conseguia, estava constantemente a pensar no Zac e no que tinha acontecido. Num certo momento, o seu telemóvel toca, era o Zac.

Capítulos 19 e 20

Capítulo 19
Stella: Não, pára, pára!!!
Zac: Ai sim? Queres mesmo que pare?
V: Tou a ver que já se conhecem e andam muito amiguinhos…
Zac: Pois, como estava a tua espera.
V: Stellinha, está a dar Dr. House na FOX.
Stella: Obrigado. (liga a TV na sala)
V: Porquê não vais ver para o teu quarto?
Stella: Porque eu estou bem aqui…
Zac: Podes-me deixar falar com a tua irmã por favor?
Stella: Haa. Já podiam ter dito! Mas antes do Zac ir embora diz-me para me despedir dele está bem?
V: Sim, eu chamo-te.
Stella sobe para o quarto.
V: Tou a ver que já são muito amiguinhos…
Zac :Pode-se dizer que sim. Trouxe-te uma coisa.
V: O quê?
Zac: Uma coisa para lembrares sempre de mim.
Zac pões a mão no bolso do casaco e tira um pequeno embrulho.
V: É para mim?
Zac :Para quem mais? Mas em troca quero… um beijo.
V: Um? Isso é fácil.
Zac: Então dois beijos.
V: Combinado.
Zac dá o embrulho a Vanessa e ela dá três beijos.
V: Upsss… desculpa, ainda não sei contar muito bem.
Zac: Agora abre… quero ver se gostas.
Vanessa rapidamente abre e tira de lá de dentro um colar chinês.
V: É lindo… e deve ter sido super caro.
Zac: Isso não interessa… sabes o que significa?
V: Tu sabes ler chinês?
Zac: Mais ou menos… perguntei ao dono da loja.
V: E o que significa?
Zac: Amor eterno.
V: Tão querido… obrigado.
Zac: E amanhã já vais poder ir a escola?
V: Quase de certeza que sim. Com as tuas visitas fiquei muito melhor.
Zac: humm… então, amanhã venho-te buscar sim?
V: Não sei… Eu adoraria mas, tu sabes como são os fotógrafos, nada passa por eles.
Zac: Sim, mas eu tenho cuidado. Sou discreto.
V: Se é assim, sim! (ri)
Zac: Sabes que eu adoro o teu sorriso?
V: Sabes que eu adoro os teus olhos? Fazem-me sentir calma.
Zac: É porque comigo está segura…
V: Adoro estar contigo. (abraçam-se)
Zac: Mas quando estou contigo o tempo vou rápido. E eu tenho que ir até porque tu tens que descansar.
V: Está bem… Vou chamar a Stella para se despedir de ti. (grita das escadas) Stella, o Zac ta a tua espera para se despedir de ti.
Stella vem a correr pelas escadas a baixo e abraça Zac.
Stella :Fica mais um pouco.
Zac :Não posso hoje, mas outro dia venho para eu, tu e a tua irmã irmos passear está bem?
Stella: Prometes?
Zac: Sim, prometo.
Stelle solta Zac e deixa-o a porta. Agora era a vez da Vanessa despedir-se dele. Ela queria dar-lhe um beijo mas como Stella estava a olhar deu-lhe simplesmente um doce e inocente beijo na cara.
V: Xau.
Zac: Até amanhã para as duas.
No dia seguinte. Era mais um dia de aulas mas agora Zac não se importava pois podia passá-los “agarrado” à Vanessa. Foi buscá-la a casa e levou uma pequena rosa na mão. Toca a campainha e é Vanessa que atende já pronta para ir.
Zac: Bom dia! (mostrando-lhe a rosa)
V: Bom dia… tão linda…
Zac: É pequena… não é nenhum ramo de flores como eu queria mas isso dava muito nas vistas.
V: Há esta bem. E andar com uma rosa na mão durante o dia, ninguém nota…
Zac: Vamos?
V: Sim.
Ninguém dá conta de que Zac e Vanessa chegam juntos à escola. Depois da aula no intervalo todos vão para o campo para os rapazes jogarem basquetebol e as raparigas ficaram a ver. Miley vê que a amiga traz um novo colar.
Miley: Que colar tão lindo, onde compraste?
V: Eu não comprei, ofereceram-me.
Ashley: Por acaso é muito giro, ainda não tinha visto. E o que significa isto, é chinês?
Monique: Deixa-me ver, eu sei uma ou outra palavra em chinês.
Vanessa: Pois… eu não sei o que significa.
Miley: Monique, já sabes o que diz.
Monique: Sim, isto aqui é um símbolo de “amor eterno” na china.
Ashley: Agora diz-nos lá, quem foi que te ofereceu?
Miley: De certeza um rapaz.
Vanessa: Pois.. foi… um amigo muito chegado que… viu e disse-me que lembrou-se de mim por isso ofereceu-me.
Monique: Isto aqui é um símbolo muito forte… não é só de amizade.
Vanessa: Do jeito que ele é de certeza que não se deu conta do símbolo.
Ashley: Sim, sim… Deve mesmo ter sido isso.
Os rapazes como estavam cansados foram para o pé das raparigas. Corbin abraça Monique dando-lhe um beijo e Jared pega na mão de Ashley.
Jared: Então contem lá porque é que as meninas estão tão divertidas?
Ashley: Estamos a brincar um pouquinho com a nossa amiga Vanessa.
Corbin: Então e podem contar o porquê?
Monique: A Nessinha tem um amigo colorido.
Zac tentando não se rir: Então e quem é o… rapaz?
V: É um simples amigo.
Zac: Pra te ter dado um colar desses… deve ter bom gosto.
V: Não sei…
Corbin :Por acaso o Zac não está assim muito curioso?
Zac: Não, nem por isso.
Ashley: Sim, vamos acabar com a conversa e ir para a aula.
Miley: Eu vou chegar um pouco atrasada, tenho ainda que ir a biblioteca. Xau (sai a correr)


Capítulo 20
Os 6que ficaram começaram a andar mas Zac puxa Vanessa para trás e diz-lhe ao ouvido.
Zac: Então um amigo colorido?
V ri-se e ele abraça-a mas quando vêm que Corbin ia-se virar para trás separam-se.
Corbin: Então tas a tentar descobrir quem é o tal amigo da Vanessa?
Zac: Não, tou a perguntar-lhe quanto é 10 + 5.
V: São 15.
Zac :Há pronto obrigado.
Corbin: haa… está bem! (vira-se para frente rir-se)
V: Tu improvisas muito bem, não haja dúvidas.
Zac: Foi a primeira coisa que me veio a cabeça.
Foram para as aulas que tinha passado e como já estava quase na hora do ensaio Zac, V, Corbin e Monique foram logo para os ensaios mas Kenny ainda não tinha chego.
Corbin: Então o que vamos fazer?
Monique: Podemos sempre ficar agarradinhos…
Corbin: Gosto da ideia.
Zac: Pois…
V: Nós ficamos por aqui a espera dos outros.
Monique agarra no Corbin e vão os dois para fora.
Zac: Sim, agora estamos aqui sozinhos… (dizendo isso agarra-a)
V: Cuidado pode entrar aqui alguém.
Zac: Dá-me só um beijo.
V: Queres assim tanto um beijo?
Zac: Deixa-me pensar… Acho que sim!
V: Achas?
Zac: Tenho a certeza…
Zac puxa Vanessa para si e dá-lhe um beijo. Não um beijo normal mas sim um beijo longo e apaixonado, não se queria separar dela até que ouvem vozes. Era o Kenny e o resto do pessoal.
V: Eles vêm lá.
Zac: Olha que bom…
Zac beija-lhe o pescoço.
V: Pára, isso faz cócegas!!!
Zac: E a menina tem cócegas??
V: Sim, sim. Pára!!!
Zac continua a fazer, até que os outros entram mas eles conseguem improvisar fingindo que estavam a ensaiar as danças.
V: Não é assim. Zac, tens que por as mão aqui!
Zac: Sim mas os teus pés têm que estar aqui, assim eu posso por aqui as mãos.
Kenny: Já começaram a ensaiar?
V: Sim, como não estavas resolvemos ensaiar alguns passos que não estavam muito bem.
Zac: Não faz mau, pois não?
Kenny: Claro que não… Vamos começar. Mas… falta aqui alguém.
Monique: É a Ashley, deve se ter atrasado.
Corbin: Pois… deve ter estado demasiado… ocupada… devem ter esquecido da hora.
Nessa altura chegam a Ashley e o Jared cansados, vieram a correr.
Ashley: Des…culpa…
Jared: A culpa foi minha.
Kenny: Não faz mau. Íamos começar agora.
Começaram os ensaios. Zac e Vanessa fartaram de trocar olhares cúmplices. Queriam estar juntos e não mais se largar. Estava tudo a correr bem… Mas nunca se sabe o que pode acontecer…

Divulgação..

Andei a "passear" por aí e por acaso vi um blog mt giro... vão lá e dêem a vossa opinião
http://the-history.blogs.sapo.pt/2695.html

segunda-feira, 24 de março de 2008

Conforme o número de comentários que o blog tiver hoje vou ver se posto 2 ou 3 episódios... andém lá... comentem, e dêem opniões do que está a faltar na hixtória e prometo que vou por num dos episódios uma coisa que não imaginam. Vai ser muito giro por isso comentem...

domingo, 23 de março de 2008

Capítulo 17 e 18


Capítulo 17
Vanessa logo quando a mãe vira as costas puxa o Zac pra a sala.
V: O que estás aqui a fazer?
Zac: Vim conhecer a tua mãe e pedir-te em namoro a ela.
V: Não brinques…
Zac: E vim ver como estavas.
V: E já agora obrigado.
Zac: Porquê?
V: Por teres-me ajudado e por teres vindo visitar-me.
Zac aproximou-se de Vanessa, queria beijá-la mas nessa altura Gina entra com um tabuleiro e os dois separam-se. Gina: Bem, aqui está o super lanche da Gina. Um para a minha filhinha e outro para o... amigo dela.
Vanessa tenta conter-se mas não consegue e acaba por se rir.
Gina: Acho que falta alguma coisa. Vou a cozinha e já volto.
V: Vês? Não se brinca com a Dona Gina.
Zac: Eu não estava a brincar. Vou mesmo fazer o que disse.
Vanessa limitou-se a rir não acreditando que Zac tivesse coragem para o fazer. Gina volta.
Gina: Falatava o açúcar.
Zac: Mrs. Hugens…
Gina: Estou assim tão velha? Podes-me chamar de Gina.
Zac:: Gina, quero que saiba que desde o primeiro momento que vi a sua filha achei-a linda, a sua beleza cativou-me. Mas depois quando a conheci definitivamente apaixonei-me por ela.
V: Zac!
Gina: Filha, deixa-o falar.
Zac: E hoje vim aqui para (a medida que fala põe-se de joelhos e agarra na mão de Vanessa) pedir permissão para namorar a sua filha…
Gina: Haaa… ainda bem. Por pouco pensei que fosse um pedido de casamento.
V: Mãe… que vergonha!
Gina: Calma filha, ele não há de fugir se souber que eu sou um pouco despassarada.
Zac: Então posso considerar isso como um “sim”?
Gina: Contanto que se portem bem… já percebi que gostas da minha filha.
Zac: Com isso não precisa de se preocupar.
Gina: Se é assim. Tens é que cuidar muito bem da minha pequena.
V: Mãe não digas isso!
Gina: Ela já está crescidinha mas para mim sempre será a minha pequena.
V: Mãe, chega…
Zac: Eu percebo, a minha mãe trata-me da mesma maneira… as vezes até pior mas confesso que de vez em quando até gosto. De vez em quando é bom sentirmos esse miminho das nossas mães.
Gina: Vês filha…
V: Sim mãe, sim…
Gina: Agora deixa-me ir lá para dentro porque se eu disser mais alguma coisa a minha filha é capaz de ficar envergonhada.
V: Não mãe, mas do que eu estou, impossível.
(Gina dá um beijo na testa da filha)
Gina: Filha, vou ali buscar a tua irmã. Ela é como a Vanessa quando está com os amigos nunca mais vem para casa. Gostei muito de falar contigo Zac.
Zac: O prazer foi todo meu Mrs… Gina
Gina foi em direcção à porta mas antes de sair diz.
Gina: Juizinho sim?
E sai.
Espero k estejam a goxtar!!!


Capítulo 18
V: Eu adoro a minha mãe mas as vezes ela...
Zac: Sim, eu percebo o que dizes.
V: Falta uma hora para as gravações…
Zac: Mas tu não vais… ainda estás doente lembraste?
V: Ai não Zac, tu também não… Como tu vieste-me visitar, eu já me sinto bem melhor.
Zac: Não, depois vais te esforçar e ainda acontece aquilo outra vez.
V: Está bem… Mas eu queria tanto ir!!!
Zac: Não fosses para a escola e já estarias melhor agora.
V: Pois mas ia ter muitas saudades tuas.
Zac: Eu gosto tanto de ti… e não quero que te aconteça nada…
V ficou maravilhada com essas palavras… fizeram-lhe bem. Fizeram melhor do que qualquer remédio que existisse no mundo. Ficam cada vez mais perto do outro até que se beijam… um beijo apaixonado e profundo.
Zac: Quando queres dizer aos nossos amigos… sobre nós?
V: Por enquanto não quero dizer nada. Sabes como isto é… começamos por dizer aos nossos amigos e depois está tudo nas revistas. Não é que eu não confie neles mas… prefiro dar um pouco de tempo.
Zac: Sim, concordo contigo. Não gostaria nada que as pessoas tivessem sempre atrás de nós. Não estaríamos à vontade.
V: Sim, agora vai para as gravações… se não chegas atrasado.
Diz pondo uma cara tristinha.
Zac: Não ponhas essa cara. Queres que fique aqui contigo?
V: Não, não podes faltar. Uma coisa é eu faltar outra são os protagonistas faltarem as gravações… atrasaríamos imenso…
Zac: Está bem… mas eu mais logo venho-te visitar sim?
V abana a cabeça em sinal de afirmação. Zac dá um beijo rápido na testa de Vanessa e vai-se embora. Chegando ao estúdio, já estava uns minutinhos atrasado.
Zac: Desculpem… desculpem… atrasei-me um pouco.
Kenny: Não faz mau. Sabes se a nossa Gabriella vem?
Corbin: É bem capaz de saber!
Zac: Não…. Ela mandou-me uma mensagem e disse que não podia vir.
Ashley: E porque ela não me mandou a mim ou a Monique?
Zac: Porque… ela na mensagem também me agradeceu por a ter ajudado hoje de manhã.
Monique: Sim, e ela mandou-te a ti para não gastar as mensagens grátis não é?
Zac: Não sei… deve ter sido.
Lucas: Podemos continuar?
Zac: Sim, também acho…
Lá começam os ensaios, gravaram pouco pois a Vanessa não estava lá mas para ensaiar Chuck fez-se passar por ela. Logo quando os ensaios acabam Zac sai depressa pois antes de passar pela casa de Vanessa tinha que comprar uma coisa. Depois de fazer o queria Zac foi a casa de Vanessa. Toca a campainha e quem atende é Gina.
Gina: Olá Zac.
Zac: Olá, desculpe vir a esta hora mas eu precisava de dar uma coisa a Vanessa.
Gina: Não faz mal, entra. (entram) Eu vou chama-la vai a sala, está lá a Stella.
Zac faz o que Gina diz.
Sttella: Olá! Chamo-me Stella.
Zac: E eu chamo-me…
Stella: Zac, sim. Eu sei, a minha irmã escreveu no diário dela o teu nome.
Zac: Lês o diário da tua irmã?
Stella: De vez em quando… Quando é preciso.
Zac fica preocupado pois Vanessa poderia ter escrito que eles namoravam.
Stella: Mas não contes isso a minha irmã se não ela zanga-se comigo.
Zac: fazemos assim, tu não contas nada do que lá leste e eu não conto nada disto a tua irmã.
Stella: Está bem!
Zac: E promete-me que nunca mais o lês.
Stella: Mas… é tão divertido!
Zac: Eu sei mas tu não irias gostar que te lessem o teu diário.
Stella: Eu não tenho nenhum.
Zac: Pois… mas se tivesses.
Stella: Sim, está bem…
Vanessa atrasa-se um pouco porque estava a tomar banho quando Zac tinha chegado. Quando começou a descer as escadas ouviu uns risos e reconhece-os logo. Era do Zac e da Stella. Entra na sala e vê Zac a fazer cócegas na Stella.

sábado, 22 de março de 2008

Capítulo 15 e 16

Capítulo 15

V resolveu não responder até porque estava muito cansada e também porque não sabia o que havia entre eles, se é que houvesse alguma coisa.
No dia seguinte, V acorda mas sente-se muito mau. Levanta-se e vai à cozinha onde está a sua mãe a preparar o pequeno-almoço.
Gina: Bom dia!
V: Mau dia…
Gina: Que cara é essa filha?
V: Dói-me a cabeça.
Gina vai ao pé da filha e põe a mão na testa dela.
Gina: Estas a ferver! Não podes sair de casa desta maneira.
V: Não mãe, eu tenho que ir. Não quero ficar em casa.
Gina: Não, não.
V: Eu tomo um remédio qualquer e isso passa, vais ver!
Gina fica em dúvida mas a filha lá acaba por a convencer.
Gina: Pronto, está bem. Mas prometes que se sentires mau vens logo para casa?
V: Sim mãe, eu venho!
Gina: Eu levo-te a escola.
V: E a Stellinha?
Gina: Ela vem connosco. Vá, vai tomar o remédio.
V toma o remédio, o que não fez diferença nenhuma. Gina leva a filha a escola. V quando lá chega vai para junto dos amigos à mesa de sempre.
Ashley: Estas bem? Tas tão pálida!
V: Sim, eu estou bem.
Zac: A mim não me parece nada.
Dá o toque e entram todos, a primeira aula era de Educação Física. Depois de se equiparem, começaram por aquecer dando voltas ao campo mas na segunda volta V teve que parar pois estava muito cansada. Mais a frente eles tiveram de fazer uma actividade que pedia muito esforço. V não conseguia mais, começou a sentir-se tonta e teve que encostar-se a parede pois já não aguentava estar em pé sozinha.
Prof: Vanessa, estas bem?
V: Claro que…
Mesmo antes de acabar a frase, V deixou de ter força nos joelhos e viu tudo as voltas acabando por desmaiar. Zac vendo aquilo corre para socorrer assustado. Em menos de 2minutos estavam todos à volta dela.
Prof: Eu vou levá-la a enfermaria mas, não vos quero deixar sozinhos.
Zac: Eu posso levá-la.
Prof: Sim, por favor.
Zac abaixa-se e põe V ao colo levando-a para a enfermaria. Por onde ele passava todos ficavam a olhar pois não era normal um rapaz está com uma rapariga inconsciente no colo, mas Zac não se importava. Estava demasiado preocupado com ela para ligar a esse tipo de coisas. Chega a enfermaria.
Zac: Desculpa. Mas, a minha… amiga desmaiou na aula de Educação Física.
Enfermeira: Venha comigo e deite-a aqui na maca.
Zac fez o que ela disse.
Enfermeira: Fique aqui que eu já volto.
Zac sentou-se ao lado de V, pegou-lhe na mão e acariciou a sua suave pele. Até que a enfermeira voltou.
Enfermeira: Já pode voltar para a aula, agora ela está em boas mãos.
Zac não a queria deixar sozinha mas também não podia ficar lá. Por isso resolveu deixa-la. Mas antes de ir, chegou-se ao pé dela e disse-lhe ao ouvido.
Zac: Melhora depressa.
Caminhando em direcção a porta olhava sempre para trás.

Capítulo 16
Uns minutos depois de Zac sair, V acorda.
V: O que eu estou a fazer aqui?
Enfermeira: Desmaiaste em E.F e um rapaz veio-te trazer.
V: Um rapaz?
Enfermeira: Sim, tinha olhos azuis e cabelo castanho claro. Estava muito preocupado, devia ser um amigo muito próximo.
Tinha sido o Zac, agora V tinha a certeza. Ela tinha ouvido a voz de Zac mas pensou que fosse apenas um sonho.
V: Quando me posso ir embora.
Enfermeira: Quando a sua mãe chegar. Eu liguei-lhe para a vir buscar.
V: Obrigado.
A Enfermeira saiu. Como iria agradecer ao Zac? De alguma força haveria de fazer. Enquanto pensava nisso, Zac tinha voltado para a aula e estavam a fazer filas para fazerem saltos. Houve uma fila na qual ficou Zac, Monique, Corbin, Miley e Ashley.
Miley: Como ela está?
Zac: Não sei, ainda não tinha acordado quando sai de lá. (salta)
Ashley: Pergunta-lhe!
Monique: Pergunta tu. (salta)
Corbin: Tê a ver que vou ter de perguntar eu. (Zac volta)
Corbin: Zac, tu gostas da V, não é?
Zac: Porquê?
Ashley: Queríamos saber. (salta)
Zac: E se gostasse?
Miley: Eu sabia!!!
Monique: Ele não disse que sim. (salta)
Miley: Mas também não disse que não! (salta)
E ficam a falar sobre isso até ao fim da aula, mas Zac não queria dizer nada pois primeiro tinha que falar com a V.
Logo chegou Gina super preocupada com a filha.
Gina: Estas bem? O que aconteceu filhinha? Diz me!
V: Calma mão, eu tou bem.
Gina: Ai está? Quem desmaia no meio de uma aula não me parece que esteja bem. Vamos para casa.
V: Primeiro tenho que agradecer ao… a pessoa que me trouxe aqui.
Gina: Não te preocupes, vais ter muito tempo para o fazer mas agora vais para casa e vais ficar o dia na cama.
V: O dia? Hoje vamos começar a gravar. Não posso faltar.
Gina: Não, nem pensar. Se essa febre não baixar, não saia de casa!
V não teve outra hipótese, teve que ir para casa e ficar a manhã inteira sozinha, deitada no quarto.
V: A febre não baixa, assim não vou poder ir. Que seca!
Nesse dia eles só tinham aula de manhã por isso, Zac resolve ir a casa de V ver como ela está. Não sabia se ela iria gostar, mas também não iria ficar ali sem saber se ela estava bem. Sim, tinha a decisão tomada, ia visitá-la. Já estava em frente da casa de Vanessa mas hesitou quando chegou a frente da porta. Ficou em frente da porta uns 5 minutos a decidir se tocava a companhia ou não. Foi quando ele sentou-se nas escadas e a Stella abriu a porta para ir ao parque brincar com os amigos.
Stella: Olá!
Zac assustou-se levantando-se logo.
Zac :Humm… olá.
Stella entra um pouco e grita.
Stella: Maninha!!!! O teu namorado está aqui. (volta para fora) Bem tenho que ir… Xau.
Zac: Xau…
Gina vem a porta.
Gina: Há sim, és o…
Zac: Zac… o amigo da V… Vanessa…
Gina: Ela hoje não vai poder sair, ela está…
Zac :Doente… eu sei. Só passei por aqui para saber como ela está.
Gina: Entre… entre.
Zac entra com Gina. No quarto V estava a vestir-se, não queria que o Zac a visse de pijama.
Gina: Espere um pouco que eu já a vou chamar.
Vanessa ou e das escadas grita.
V: Não é preciso mãe, eu já desço.
Gina: Então és amigo da minha filha…
Zac: Sim , sou da turma dela.
Gina: Desculpe a minha filha mais nova… ela tem muita imaginação.
Zac ri-se: Não se preocupe… crianças.
Gina: E vives aqui perto?
Zac: Sim, vivo um pouco antes da escola.
V desce as escadas a correr.
V: Desculpa a minha mãe… já te deve ter feito o interrogatório.
Zac: Não, gostei muito de falar com ela.
Gina: Sim, o teu amigo é muito simpático.
V: Sim, sim… anda falar lá para a sala. (Vanessa olha para a mãe)
Gina: Sim, eu fico aqui a fazer-vos um lanchezinho.

sexta-feira, 21 de março de 2008

Agora os anónimos tb já podem mandar comentários... tinha-me eskecido de fazer isso... lool
continuem a ler... vou ver se ainda hj consigo postar...
kiss

Obrigado!

Vocês não sabem o konto os vossos comentários me fazem bem... dão-me tanta alegria knd os leio.
Obrigado a todos pelos comentários... à sério, eu espero nuca vos desiludir e postar sempre bons capítulos só para vocês!!!
kiss

Capítulo 13 e 14

capítulo 13
Miley entrou no bar e saiu de lá com a V, Zac seguiu-as. V e Miley sentam-se num banco começam a falar enquanto Zac escondia-se atrás de uma árvore.
V: Vamos para casa.
Miley: Posso perguntar o que aconteceu lá dentro?
V: Eu também não sei… Deu-me uma coisa qualquer quando…
Miley: Quando viste aquela rapariguinha beijar o Zac.
V: Eu não te vou mentir. Eu acho que sinto alguma coisa por ele mas…
Quando a V ia acabar de dizer ouvem um estalido atrás da árvore e levamtam-se assustadas.
Miley: Quem está aí?
Zac sai.
Z: Não se preocupem, sou só eu.
V: Tavas aí há muito tempo?
Zac: Há algum…
V: E o que é que ouviste?
Zac: Desde aquela parte que… Desde o início!
V: Tu não tinhas o direito de ouvir as conversas dos outros. Não tinhas!
Zac: Desculpa, foi sem querer.
Miley, vendo que a conversa ia longe vai-se embora e manda um sms a V: Estavam tão divertidos que eu não os quis interromper. Beijos…
Zac: O que disseste, é verdade?
V: Não, eu hoje estava com uma vontade intensa de mentir e prontos.
V senta-se no banco e Zac a seguir faz o mesmo. Ficam calados durante algum tempo até que Zac olha para o céu e ganho coragem.
Zac: Eu… acho que também sinto alguma coisa por ti… mas tenho receio.
V fica surpresa. Como um rapaz como ele poderia os seus sentimentos dessa maneira?
V: Medo de quê?
Zac: Nada, nada. Não gosto de falar deste assunto.
V: Fala, vais ver que vais-te sentir melhor. Não confias em mim?
Zac: Sim mas… (Zac respira fundo e resolve contar) Foi a pouco tempo… quer dizer, para mim, parece que foi ontem. A pessoa que eu mais amei neste mundo morreu, por minha culpa.
V não sabia o que dizer
V: Não te culpes assim… tenho a certeza que a culpa não foi tua!
Zac: Tens a certeza? Eu estava com ciúmes dela por a ter visto tão perto de um rapaz que por acaso era o primo dela. Estava tão cego de ciúmes que a primeira coisa que eu fiz foi sair com o carro a alta velocidade e ela veio atrás de mim. Estava a chover muito, a estrada estava escorregadia. (Zac não se contém e rola-lhe uma lágrima na face) Eu… eu estava à frente dela e ela não conseguia ver o carro que veio em nossa direcção. Era um grupo de amigos que estavam bêbados e viam em contra mão e batemos todos. Foi um acidente muito grave… todos nós ficamos gravemente feridos mas eu.. eu fuie o único que sobrevivi. Porquê??? Não me importava de ter…
V: Não digas isso! Eu preciso de ti!!!
Zac levanta a cabeça. Essas palavras fizeram Zac recordar que ainda estava vivo. Que por alguma coisa não tinha morrido… ainda tinha muito para viver… ainda tinha muito para acontecer…

Capítulo 14
V pega na mão de Zac e limpa-lhe as lágrimas.
V: Já passou…. Não te culpes mais, ela não iria querer ver-te assim…
Zac: Mas, mas…
V dá-lhe um abraço mas depois separa-se.
V: Desculpa…
Zac: Não… eu…
Zac aproxima-se de V, passa-lhe suavemente a mão pela a cara e dá-lhe um beijo. V tenta soltar-se mas ao mesmo tempo não queria. Queria ficar ali e que aquele momento nunca acabasse… Começou a chover… mediante os pingos da chuva caía, eles ficavam mais apaixonados.
Zac: É melhor levar-te para casa…
V: Está bem.
Correm de mãos dadas até ao carro. Zac leva-a a casa e pára em frente.
Zac: Bem, acho que é hora da despedida. Obrigado pela conversa.
V: De nada. Até amanhã.
Um olha para o outro e iam-se beijar quando Stella, a irmã mais nova da V aparece à janela e diz.
Stella: A minha mana tem um namorado!!!
V: É melhor eu ir.
Zac: Até amanhã. (dá-lhe um beijo… na cara)
V: Sim… até amanhã! (ri-se)
Zac fica parado a ver a V entrar em casa, quem lhe abriu a porta foi a irmã que logo foi atacando com perguntas.
Stella: Era o teu namorado? Quando é que nos vais apresentar? Eu vou contar a mãe.
V: Não, ele não é meu namorado. Stella, pára.
Mas a irmã não ouviu mais foi logo a correr contar a mãe.
Stella: Mãe, sabias que um rapaz veio deixar a V em casa? Era loiro e tihna olhos azuis, é o novo namorado dela.
V: Não é nada. É da minha turma e também está a fazer o High school musical.
Gina: Que bom que já fizeste amigos… Este ano foi depressa.
V: Sim…
Stella: Não é amigo é o namorado. Primos e casados foram à igreja.
V: Mãe… ela começa a irritar.
Gira: ó querida, deixa-a… não ligues. Mas e ele é mesmo teu namorado?
V: Não, mãe, não comeces também!
Gina: Está bem, está bem. Só fiquei curiosa. Vai lá tomar o teu banho mas despacha-te porque o jantar já está quase pronto.
V: Não mãe, não tenho fome… vou tomar banho e depois deitar, foi um dia cansativo.
Gina: Mais logo levo-te alguma coisa.
V: Obrigado, ainda tenho que estudar.
Gina: Não te estas a esforçar muito?
V: Não te preocupes mãe.
V sobe as escadas e vai para o seu quarto, toma banho e depois deita-se na cama e pensa no que tinha acontecido quando os seus pensamentos são interrompidos pelo telemóvel. Era uma mensagem do Zac.
“Não consigo dormir. Tenho saudades tuas!”
O que ela haveria de responder? Também gostava muito dele mas como é que ia ficar a relação deles agora que tudo tinha mudado?
Vejam o que vai acontecer no próximo episódio.

Comentários

Só por acaso... há pessoas k kerem comentar e ñ conseguém pk ñ têem blog. Então knd kixerem comentar ponham anónimo e no comentário ponhem o nome. Kiss para todos

Divulgação!!!

Hoje vamos começar o dia bem... com divulgação de vários blogs ke merecem-no. Vão lá e dêem a vossa opinião mas P.F quem ñ gostar ñ começe logo com comentários desagradéveis ou mandar e-mails que magoem as pessoas. Nós gostamos mt de escrever histórias mas kando fazem este tipo de coisas... parece k ñ vale a pena, põe uma pessoa em baixo! Por isso toca a por BONS, ÓPTIMOS comentários com as vossas opiniões para nos ajudar! E já agora agradeço as pessoas k comentaram, ajudam imenso.
Aqui está um blog que me ajudou mt desde o início:
http://iluvezanessababyv.blogspot.com/ obrigado, sem ti não sei cm teria feito
e também há outros k divulgaram o meu site e k estão-me a judar e a comentar.: OBRIGADO A TODOS!!!
http://juliacarol1996.gigafoto.com.br/
http://the-history.blogs.sapo.pt/
http://hannahmontana-online.blogspot.com/
http://historias_vanessazac.blogs.sapo.pt (ainda esá em construção)
Há outros tb mt bons... não se eskeçam... COMENTEM À FORÇA TODA!!!

Ainda hj têm mais 2capítulos da hxtória... e cm muitos já pediram, vamos ver se é hj k a V e o Zac vão ter o bj... ñ percam!

quinta-feira, 20 de março de 2008

Mais... mais...

vamos pessoal... kanto mais comentários o blog tiver mais vão ser os capítulos e melhor... continuem assim, só com vocês é que o blog está completo! Não se esqueçam de comentar.

Capítulos 11 e 12

capítulo 11
Kenny: Podem-me dizer o que se está a passar entre vocês?
Zac e V olham um para o outro mas só V tem coragem para falar.
V: Eu já não tenho paciência para ele… acabou-se.
Kenny: Não sei se sabem… mas não devem trazer problemas lá de fora para aqui.
Zac: Nós sabemos… e isso não volta a acontecer.
Kenny: E o que vão fazer quanto a isso?
V: Eu… penso em… não sei!
Kenny: Só vos quero dizer uma coisa. Eu sou vosso amigo e podem sempre contar comigo está bem?
Zac: Sim, nós sabemos.
Kenny: Vocês… têm que perceber o que se está a passar com vocês os dois.
V: Eu não gosto dele, pronto!
Zac quando ouviu estas palavras ficou um pouco magoado mas não podia ir à baixo.
Zac: Não te preocupes que eu também não simpatizo muito contigo.
V: Temos pena! E eu preocupada com isso…
Kenny: Acalmem-se… é precisamente ao contrário. Têm um grande sentimento um pelo outro.
V: Desculpa Kenny mas eu tenho de discordar.
Zac fica calado, não sabia o que dizer mais para mentir sobre o que sentia pela V.
Zac: Eu vou-me embora.
Kenny: Sabes que fugir dos problemas não é uma boa opção.
V: Deixa estar, eu sou um problema para ele. Obrigado pela conversa mas eu tenho que ir. (V sai)
Kenny: ela é verdadeiramente um problema para ti?
Zac olha para o chão e passa a mão no cabelo.
Zac: Desculpa pelo trabalho mas também tenho que ir.
Kenny: Está bem. Mas pensa no que tivemos a falar até agora.
Zac: Sim…
Zac não consegue… por mais que tentasse pensar naquele assunto vinha-lhe sempre a imagem da V na cabeça.
Zac: Não… não posso continuar assim!
Zac pega no telemóvel e liga ao Nate.
Nate: Quem é vivo sempre aparece! Neste caso, ouve-se.
Zac: Ha há… pois. Vamos marcar qualquer coisa com uma miúdas hoje?
Nate: Ui… viva! Tou a ver que o homem já voltou ao normal.
Zac: A sério, não estou a brincar.
Nate: Hoje vou a um novo bar… queres vir?
Zac: Pode ser, faço qualquer coisa para esquecer….
Nate: esquecer o quê
Zac: O dia que tive hoje.
Nate: Passas por minha casa daqui a 15m.
Zac: Tá bem, Xau.
Zac não sabia mais o que fazer… se fazia tudo ou nada não lhe interessava contanto que conseguisse tirar a V da cabeça.
Continuem a visitar e a dar as vossas opiniões.


Capítulo 12
Como o combinado, Zac foi a casa de Nate 15m depois. Já em casa de Vanessa estava lá Miley com ela a tentar convencer a amiga a sair de casa.
Miley: Anda lá… por favor. Preciso de sair de casa. Tudo tem-me corrido mau. Por mim.
V: Sim, está bem. Vamos lá mas digo-te já que eu hoje não sou boa companhia.
Miley: Vamos a um bar aqui perto da tua casa.
V: A mim tanto me dá onde vamos.
Miley queria ajudar a amiga mas não sabia quem também estava no bar. Quando Miley e Vanessa chegam ao bar vêm Nate e Zac, V dá a volta em direcção a porta.
Miley: Aonde vais?
V: Ali está o Zac eu não quero que ele me veja. Vamos embora, não quero estar aqui.
Miley: Acho que é tarde demais.
Nate vinha na direcção delas.
Nate: As meninas não querem se sentar connosco?
V: Não queremos incomodar.
Nate: Não incomodam nada.
Vanessa resmunga à Miley pois não queria de maneira nenhuma estar com o Zac… ou se calhar até queria.
Quando eles chegam ao pé de Zac ele tenta “livrar-se” inventando uma desculpa para sair dali.
Zac: desculpem, lembrei-me agora que… tenho que fazer uma coisa.
Nate: Sim, sim. Quando estás comigo não tens mais nada para fazer.
Miley: Nate, vamos dançar?
V: Não!
Nate: Porque não?
V: Porque… eu quero dançar contigo.
Zac: Hoje estás concorrido.
Nate: Sim, é o que parece.
V: Anda. (puxa o Nate para a pista de dança)
Nate: Calma miúda…
Zac fica a olhar para V. Depois de um tempo chega um amigo de Miley que faz-lhe companhia e ele fica sozinho.
Zac: Não… não vou ficar sozinho, vim para me divertir e é o que vou fazer!
Zac vê umas raparigas a vir em direcção a ele e convida uma delas para dançar. Fazia de propósito para que a V olhasse para ele e visse que ele também estava com alguém. A uma certa altura com zac estava com a tal rapariga, ela aproximou-se dele e beijo-o sem ele estar preparado para aquilo. V ao ver aquilo vai a correr para a casa de banho e Miley vai atrás. Zac separa-se da rapariga e Nate vai té com ele.
Nate: Sabes o que aconteceu com a V?
Zac: Não sei, tu é que estavas com ela.
5m depois Miley sai da casa de banho e vai falar com o Zac.
Miley: Desculpa Nate, mas eu tenho que falar com o teu amigo. Vão para fora falar e Nate fica perplexo sem saber o que se tinha passado.
Zac: Tas bem?
Miley : Eu? Sim, estou bem, obrigado. Tu é que não deves estar.
Zac: Pois, por acaso estas enganada. Estava muito bem antes de chegarem.
Miley: Vou ser directa porque eu não gosta de dar muitas voltas. Isto é como Matemática: 2 + 2 são 4.
Zac: Sim e onde queres chegar com isso?
Miley: Tal como 2 + 2 são 4…
Zac: Sim…
Miley: Se deixares eu acabar de falar, agradeço.
Zac: Está bem, força!
Miley: Tu gostas da V e ela…
Zac: Não, não. Deves-te ter enganado.
Miley: Não. Sabes quando é que um homem é covarde? Quando não demonstra os seus sentimentos. Tu apaixonaste-te por ela e ela por ti… Não percebo porque é que fazem tanta complicação.
Zac fica calado, não sabia o que dizer. Não ele não podia se ter “apaixonado”. Essa palavra deixou de existir para ele há muito tempo.
Miley: O que foi? Vais ficar aí parado?
Zac: Não quero mais ouvir falar nisso, está bem? Eu sei muito bem de quem gosto e de quem não gosto.
Miley: Se tu o dizes…
Zac estava… confuso. Porquê? A ultima coisa que ele queria agora era estar apaixonado.

Comentem!

Vá lá pessoal... comentem e dêem a vossa opinião... só assim vou poder melhorar o blog, com a vossa ajuda!
Obrigado as pessoas que já comentaram...

Estou mt contente pelos comentarios... obrigado, agradeço imenso a quem os fez! Continuem, isso incentiva uma pessoa a fazer mais e melhor.
Kiss para todx

Capítulo 9 e 10



Capítulo 9
V é a primeira a chegar ao café mascado como encontro pois estava demasiado nervosa para continuar em casa. 10minutos depois chega Miley.
Miley: Bom dia!
V: Bom dia. (cumprimentam-se e sentam-se, pedindo o pequeno-almoço)
Miley: Então, parabéns pelo papel. Quando fores famosa não te esqueças de mim!
V: Não sejas parva… és minha amiga, não me esqueço de ti!
Miley: Está bem… então e como está o pessoal?
V: Bem… acho eu. Porquê perguntas?
Miley: Sabes muito bem do que estou a falar, ou melhor, de quem estou a falar.
V: Nem por isso…
Miley: Por acaso o nome Zac não te diz nada?
V: Olha, não comeces. Porque é que insistem nisso?
Miley: Quer dizer que não sou só eu!
V: Olha por enquanto eu não quero nada com ninguém… não quero. Houve uma pessoa que me magoou-me muito no passado e eu.. não consigo esquecer…
Miley ficou calada… não sabia daquilo.
V: Desculpa eu não queria ter falado assim.
Miley: Não, desculpa-me a mim… eu não deveria estar a meter-me dessa maneira na tua vida.
V: Claro que tens… tu és minha amiga!
Abraçam-se e Miley vê as horas.
Miley: hãã… Acho que é melhor ires embora ou então…
V: Já queres te livrar de mim?
Miley: Ya… até porque já são 9:40!
V: Há!!! Tenho que ir.
Miley: Já queres me abandonar?
V: (ri-se) Xau…
V apressa-se a chegar ao estúdio porque pensa que vai-se atrasar mas quando lá chega só lá está Zac.
Zac: Bom dia!
V: Bom dia. Os outros?
Zac: Não sei… o Kenny também queria saber, já está lá dentro a espera.
V: Vou ligar a Ashley…
V liga a Ashley que depois de um certo tempo é que atende.
Ashley: Desculpa, desculpa. Nós sabemos que estamos atrasados mas já estamos a chegar.
V: Haa… está bem… despachem-se.
Zac: O que aconteceu?
V: Não sei, vamos lá para dentro que eles já devem estar a chegar.
Zac e V vão para dentro tá com o Kenny e coreógrafo Chuck.
Kenny: Onde estão os outros?
Zac: Estão a chegar.
Kenny: bem, então vamos começando. Quero apresentar-vos o resto do pessoal.
Kenny começou as apresentações. Eram muitas pessoas mas os com quem mais se simpatizaram foi o Lucas e a Olesya. 10minutos depois apareceram os outros que estavam atrasados.
Kenny: Já que já chegaram todos, acho que podemos começar.
Começaram os ensaios. Naquela altura aquele lugar parecia que tinha magia. Kenny mediante o tempo passava via que havia alguma coisa entre Zac e V, era o mesmo que existis entre Troy e Gabriella, eram o par perfeito. Quando os ensaios do dia estavam a chegar ao fim Kenny resolveu falar.
Kenny: Vocês estão um trabalho fantástico. Como amanhã há aulas, temos que regularizar os horários mas por enquanto as 17h amanhã certo?

Capitulo 10
Todos concordaram, arrumaram as suas e foram comer qualquer coisa antes de irem para casa pois estamos cansados.
V: Bem, hoje o dia foi mesmo cansativo… Só vou beber um sumo e depois casa.
Corbin: Sim, concordo plenamente.
Ashley: Eu e o Jared já vamos, ainda temos que passar pela casa dos pais dele!
Jared: E pois é, ainda bem que lembraste.
Monique: Eu também vou. Não consigo mais tar em pé… só quero a minha caminha!
Corbin: Vamos, eu levo-te a casa.
V: Vou ligar ao meu pai para me vir buscar.
Corbin olha para Zac como se convencesse-o a fazer alguma coisa.
Zac: Podes vir comigo… assim escusava de o teu pai te vir buscar.
V: Está bem.
Vão para casa todos. No outro dia a última aula que tinham antes de ir para os ensaios era de francês e Lily e Zac tinham-se esquecido completamente da apresentação do trabalho mas V não. Ela tinha passsdo metade da noite acordada a fazer a apresentação a powerpoint.
Stora: E vamos ver, quem quer ser o primeiro grupo a apresentar?
Todos ficam calados pois ninguém queria ser os primeiros.
Stora: Hummm… que voluntários que estamos hoje! Então vou escolher um… o que me dizem se for o grupo da menina Hudgens?
Zac e Lily ficam assustados pois pensavam que não tinham a apresentação feita.
Stora: Ponham o trabalho escrito na secretária e a aula é toda vossa!
Zac: Mas… Nós…
V: Nós já vamos apresentar. (fala baixo para os outros dois) Vocês vão-me pagar por terem-me deixado passar a noite em claro! Leiam e finjam que percebem alguma coisas.
O trabalho estava perfeito, era um dos melhores. A professora ficou espantada com o trabalho mas V ficou chateada e quando saíram da sala de aula a única coisa que a Lily disse foi:
Lily: Bom trabalho novata, continua assim que vais bem! (ri-se)
Zac vai a procura de V para lhe pedir desculpas.
Zac: Desculpa por não ter feito o trabalho contigo.
V: Sempre prefiro fazer sozinha do que com um de vocês!
V sai zangada mas quando saiu de perto de Zac a sua expressão mudou. Não conseguiu continuar com ar de zangada para ele, para ele não. Para não continuar com esses pensamentos foi para os ensaios 1h antes mas já lá estava o Chuck.
Chuck: Já aqui?
V: Sim, tenho que treinar os passos que não estou a acertar.
Chuck: Posso-te dizer uma coisa?
V: Sim, claro.
Chuck: Tens que aprender a soltar o corpo e deixar a mente vazia, sem nada que te incomode. Queres ajuda?
V: Se poderes…
V e Chuck começaram a dançar e cada vez estava mais divertido. V estava melhor, tinha deixado de pensar nos problemas lá de fora. Foi então que também apareceu o Zac. Vendo que aqueles dois se estavam a dar muito bem interrompem propositadamente.
Zac: Então, boa tarde…
Chuck: Zac, junta-te a nós!
Zac: Não vou atrapalhar?
V: Por acaso até vais!
Chuck: Pois, o que está a passar aqui que eu fiquei a meio!
V: Esquece! Não vale a pena relembrar.
Zac: Já te pedi desculpas o que queres que eu faça?
Nesse momento aparece Kenny com o resto do grupo.
Kenny: Não sei o que ela quer que faças mas eu queria começar os ensaios se não fosse pedir muito.
Zac: Sim, tens razão. É melhor começarmos.
Zac e V continuarem sempre a picar-se um ao outro e no final Kenny resolveu falar com os dois.
Kenny: Chegamos ao final de mais um dia, espero que descansem muito. Podem ir mas eu queria falar com o Zac e a Vanessa.

Espero que estejam a gostar de ler a história porque eu estou a divertir-me imenso a escrever. :@

quarta-feira, 19 de março de 2008

Capítulos 7 e 8

Capítulo 7
Zac: Pensei que ias para casa.
V: Eu… eu…
Zac: Sim, tu?
V: Mudei de ideias…
Zac: Está bem… queres comer um gelado?
V: Não estamos propriamente na altura mas… sim!
E lá vão eles .
Zac: Se faz favor…Eu queria um de morango.
Vendedora: E a menina?
V: Sim, acho que vou querer o mesmo.
Pegam nos gelados e vão-se sentar num banco e começam a conversar.
Zac: Então… o que mais gostas de fazer?
V: Eu?
Zac: Sim…
V: Cantar…
Zac: Podes-me mostrar?
V: Não… além de não cantar muito bem, tenho um certo medo do público.
Zac: Só me tens aqui a mim… Por favor!
V: Está bem, mas só um pouco.
V começa a cantar, um pouco a medo mas olhando para o Zac ganhou confiança. A musica que ela cantou era linda e como Zac conhecia ajudou-a , sendo que estava a passar por lá um homem que parou e ficou parado e quando acabaram ele começou a bater palmas.
Kenny: Parabéns… as vossas vozes funcionam muito bem juntas.
Zac e V ficaram surpresos a olhar para o homem.
Zac/V: Obrigado.
Kenny: Já agora chamo-me Kenny, Kenny Ortega e não sei se já ouviram falar, está-se a realizar um casting aqui.
V: Sim, eu já ouvi dizer. É High School Musical não é?
Kenny: Sim, e acho que vocês deveriam aparecer lá.
Zac: Não sei, não sou muito ligado à musica.
Kenny: Pensem bem, é uma boa oportunidade.
Da mesma maneira que o homem apareceu, do mesmo modo desapareceu, silenciosamente.
V: Não, eu… não tenho coragem... Mas tu, tens uma grande voz.
Zac pensou e teve uma ideia. Isso podia ajudá-lo a aproximar-se mais de V.
Zac: Acho que nós deveríamos tentar.
V: Não, eu não conseguiria.
Zac: Tu consegues, eu vou estar sempre do teu lado. E também os teus amigos que de certeza vão-te apoiar.
V: Não sei… tenho que pensar… (levanta-se) obrigado pelo gelado mas agora tenho que ir para casa.
Zac: Está bem, mas se decidires alguma coisa, avisa e vamos os dois juntos.
V(sorri): Sim… eu aviso-te.
V vai-se embora. Chega a casa, tinha de contar a alguém o que tinha acontecido por isso resolve ligar a Miley.
V:Miley?
Miley: V, hoje não te vi mais, onde estavas?
V: 1º tive na casa da Lily, aquela rapariga é mesmo insuportável.
Miley: Finalmente chegaste lá! Mas e depois?
V: Depois fui comer um gelado.
Miley: com quem?
V: Com… com o Zac.
Miley: Já sei o que estás a pensar. Achas que eu vou-te dizer outra vez aquilo que penso em relação a vocês mas…
V: sim, está bem… eu já sei. Não sabes o que nos aconteceu?
Miley: Imagino.
E lá contou o que aconteceu a Miley que ficou histérica com a notícia.
Miley: Tu vais!!! Nem que eu tenha que te arrancar de casa para ir.
V: Sim, sim… depois eu resolvo. Beijinhos, tenho que desligar.
Miley: Beijo.
V foi-se deitar mas não conseguiu dormir. Ficou a pensar na oportunidade que tinha em mãos.



Capítulo 8
Horas depois conseguiu dormir e no outro dia acordou convicta do que ia fazer. A 1º coisa que fez foi ligar ao Zac a dizer para se encontrarem no local das gravações. 20m depois encontram-se.
Zac: Bom dia! Pronta?
V: Não… espero que corra tudo bem.
Zac: E vai correr. (olha para a fila) Não te preocupes que ainda vais ter muito tempo…
Esperaram… Esperaram… e só 2h depois é que conseguiram entrar. E quando o fazem, vêem o tal homem que tinham visto no outro dia. Ele era o produtor de High School musical e quando vê Zac e V fica muito feliz.
Kenny: Ainda bem que resolveram vir. Muito nervosos?
Zac: Eu nem por isso, já a V um bocado.
Kenny: Não é preciso. Aqui todos vão-te ajudar.
Fazem o casting, não podia ter corrido melhor. Quando acabam vão para o bar.
Zac: Cantas tão bem!
V: Obrigado, tu também te desenrascas. (vê Ashley que estava com Monique e Corbin) Ashley!
Ashley ouve alguém chamar por ela e quendo vê que é V vai té com ela.
Zac: O que estão aqui a fazer?
Monique: Também viemos fazer o casting.
V: Que fixe.
Corbin: Espero que entremos todos.
Ashley: Vais ver que sim, nós somos bons!
V: Sabem quando é que dizem quem passou?
Zac: Dizem depois do almoço.
Monique: Então ficamos por aqui mesmo, não é?
Corbin: (abraça-a) Acho uma óptima ideia.
Zac: Então eu vou ao restaurante Chinês daqui do lado para encomendar o almoço. O que acham?
Ashley: Sim…
Monique: Precisas de ajuda?
Zac: Acho que sim…
V: Deixa lá Monique, eu vou com ele. Não vou estar aqui a fazer de vela! (riem-se)
Corbin: Sim, sim. Isso só é um pretexto para estarem juntos.
Zac: Hã?! Diz lá, eu não ouvi.
Corbin: haa… nada, nada.
Zac e V saem do bar e vão para o restaurante. Chegam lá e pedem os almoços.
Zac: Se faz favor, queremos 6… deste aqui… ou deste… que também parece ser… o que achas V?
V: (ri-se) Acho melhor levarmos este... arroz Chau Chau e Frango Szechuan.
Empregado: Menina esperar 20m.
V: Obrigado. Nós voltamos quando estiver pronto.
Zac e V vão sentar-se a espera que o almoço estivesse pronto.
Zac: Então, comes muitas vezes nos restaurantes chineses.
V: Sim, já tu não deves estar muito habituado pois não?
Zac: Nem por isso…
V: Não te preocupes… vai gostar.
Zac: Também acho, começo a confiar nos teus gostos.
V: Ai sim? Quer dizer que eu antes tinha mau gosto?
Zac: Eu não disse isso! Vá estava a brincar… Mas o que eu gosto mais é…
V: É o quê?
Zac: É a tua cara que tão bonita quanto uma flor a abrochar.
Vanessa e Zac estavam a se aproximar cada vez mais quando:
Corbin: Ui… temos poeta!
Zac: O que estás aqui a fazer.
Corbin: Estavam a demorar muito e eu pensei… assim… que tinha acontecido alguma coisa.
V: (olha para Zac) Bem, já que estas aqui podes ajudar o Zac a levar o almoço. (dizendo isso levanta-se e vai té com os outros)
Ashley: Onde está o Corbin e o Zac?
Jared: Onde está o nosso almoço?
V: Já aí vêm os dois.
Vanessa senta-se e de seguida chegam os outros dois. Almoçam e de seguida o Kenny foi anunciar quem passou, todos estão nervosos.
Kenny: Bem, em 1º lugar quero dar os parabéns a todos porque fizeram um óptimo trabalho. E como eu sei que estão ansiosos vou passar a citar o nome dos que ficaram com os papéis secundários.
Ashley Tisdale- Sharpay Evans
Lucas Gabeel- Ryan Evans
Corbin Bleu- Chad Danforth
Monique Coleman- Taylor McKessie
Ashley, Corbin e Monique ficaram maravilhados com a notícia ao contrário de Zac e V que pensaram que já não tinham hipóteses de conseguir entrar.
Kenny: E para personagens principais.
Zac Efron como Troy Bolton e Vanessa Anne Hudgens como Gabriella Montez.
V e Zac ficaram surpresos porque nunca imaginariam que isto podia lhes acontecer.
Kenny: Bem, então amanhã começam as gravações… até lá.
V: Não acredito, nós conseguimos! (Zac e v abraçam-se)
Jared: Pois, se quiserem também podem festejar connosco.
Zac e V separam-se e ficam envergonhados mas depois foram felicitar os amigos com beijos e abraços.
Corbin: Podíamos ir comemorar hoje a noite.
Ashley: Aí está uma óptima ideia!
V: Eu não posso ir, tenho visitas em casa hoje.
Jared: Mais alguém pretende-se cortar?
Zac: Pois… eu também não vou!
Corbin: Sim, porque não adivinhamos logo?
Jared: E porquê é que não vais?
Zac: Vou lá estar só a olhar para vocês? Não dá muito jeito.
Corbin: Arranjas uma garina… (só a seguir é que Corbin deu-se conta do que tinha dito. Vanessa ficou com uma cara um bocado estranha)
Zac: Não, obrigado. Prefiro ficar em casa.
Jared: Vá, vamos lá deixar o rapaz em paz. Vamos nós os 4.
V: Até amanhã!
Todos despedem-se e os dois vão para casa enquanto os outros foram curtir a noite. No outro dia V acorda e liga a Miley para tomarem o pequeno almoço juntas.