sábado, 5 de julho de 2008

Capítulo 57

V: Que vergonha… que vergonha! Eu vou-me embora.
Zac agarra-a por trás abraçando-a.
Zac: Então baby, relaxa...
V: E olha… aquilo da namorada ali em baixo…
Zac: Pois… é que como já estamos há tanto tempo juntos pensei que… prontos…
V: Sim, também acho que já estava na altura mas, eu não quero que muitas pessoas saibam.
Zac: Não é preciso… no mundo todo quem precisa de saber somos nós os dois, mais ninguém.
V: Mas a tua família já sabe e os nossos amigos vão chegar lá facilmente.
Zac: Mas isso não me importa, contanto que possa estar sempre ao teu lado.
Batem à porta.
Zac: Sim?
Dylan entra.
Dylan: Posso?
Zac: Já aqui estás dentro! Mas, já evoluístes bastante.
Dylan: O jantar já tá na mesa. Quer dizer, se não der muito trabalho ao menino.
Zac: Quando te apanhar…
Descem para jantr, e a meio deste…
Pai de Zac (P.Z): Então este relacionamento, é sério?
V: Por mim, sim.
Zac: Claro pai, que pergunta!
Mãe de Zac (M.Z): E quando nos dão netos?
V que estava a beber sumo deixa cair o copo muito assustada.
V: Desculpem…
Zac: Não faz mal. (ri-se) Mãe, controla-te.
M.Z: Esse é um desejo meu mas estava só a brincar.
Dylan: Coitada, já tem que aturar o mano agora tem que aturar a família maluca.
Continuaram o jantar… No outro dia, quando Zac chega a escola Lily vai logo ter com ele.
Lily: Anda cá… quero te mostrar uma coisa.
Zac: Mas eu tenho que ir ter com a… os meus amigos.
Lily puxa Zac até uma sala onde em cima de uma mesa vê um hamster.
Zac: Este é o?
Lily: Sim, o Tigelas.
Zac: Como o encontrastes?
Lily: Estava na casa do director. Foi ele que nos juntou pela 1º vez, lembraste?
Zac: Pois foi, ainda bem que continuamos amigos.
Lily: Sim, ainda bem…
Ficam a brincar com o Tigelas até que dá o toque mas como não se dão conta, chegam a aula atrasados. Zac bate a porta.
Zac: Posso? Desculpe pelo atraso.
Prof: Depois da aula venha ter comigo.
Zac senta-se ao pé de Vanessa que não lhe pergunta nada. Na aula Miley manda um bilhetinho a V: “Então? Não lhes vai dizer nada?”
Vanessa responde: “ Eu não sei o que se está a passar com ele!”
Monique também entra na conversa: “Fala com ele e impõe os teus sentimentos!”
Nesta altura V ia responder mas sentiu que estava a ser observada e quando olha…
Prof: A menina Hudgens não quer partilhar com a turma esse papelzinho que tem na mão?
V: Desculpe… não… não volta a acontecer.
A Professora estende a mão fazendo uma cara de poucos amigos obrigando V a dar o papel.
Zac: Mas… o papel é meu!
Prof: Então vamos ler!
E lê em voz alta ficando V super-envergonhada.
Prof: 1h de castigo… acho que é o bastante para pensares.
Zac: Mas a culpa n foi dela, foi minha.
V: Não, não foi.
Prof: Mas já que o menino Efron quer tanto lhe fazer companhia, quantos mais melhor.
Continuaram a aula. No fim de todas as aulas, Zac e Vanessa vão para uma mesa na biblioteca (que nesta altura estava praticamente vazia) na qual leram vigiados por uma senhora já idosa que 15m depois resolveu fazer a sesta no trabalho.
Zac: V… eu estava…
V: Eu sei onde estavas. Eu vi, e estavas muito bem acompanhado não haja dúvida.
Zac: Eu disse-te que lhe ia dar uma segunda oportunidade. Tas com ciúmes por pouca coisa.
V: 1º eu não estou com ciúmes.
Zac: Zac: Está bem… tu é que sabes. Mas tu sabes que eu te amo, não sabes baby?
V: Acho que sim, mas as vezes não parece. Achas que eu gosto que o meu namorado ande para cima e para baixo com a ex? Não é uma coisa que me agrade muito não…
Zac chega-se perto dela abraçando-a.
Zac: Vens comigo quando estiver com ela!
V: Não, não há de dar grande coisa.
Zac: Vais ver que sim. Ela se quer ser minha amiga tem que começar por se dar bem contigo.
V limita-se a sorrir. Saem do castigo e vão a correr para os ensaios pois estavam a ficar atrasados por causa do castigo.
Depois de tudo, foram para as suas casas.
Zac: Mais um dia completo.
Deita-se na cama quando recebe um sms: “Amanhã vamos ver o Tigelas? Beijos Lily”
E responde: “ Claro mas a V tb vem connosco”.
Lily desta vez demorou um pouco mais a responder: “ñ faz mal, então à mxm hora. Boa noite”
Zac pensa em enviar um sms a V mas acaba por lhe ligar.
V: Olha o meu amor preferido.
Zac: Tens outros é?
V: Não, mas mesmo que os tivesse deixava-os todos por ti.
Zac: Já tinha saudades de ouvir a tua voz.
V(ri): E só por isso ligastes?
Zac: Achas pouco?
V: Não.
Z: Mas por acaso… Também era pa te dizer que amanhã é pa íris na sala de ciências de manhã. Eu e a Lily queremos te mostrar uma coisa.
V: Pois, primeiro vêm-se a graxa e depois…
Zac: Temos que aproveitar enquanto está barata.
V: Olha, desculpa mas o meu pai tá me a chamar agora.
Zac: Ainda não conheci o meu sogro.
V: Pois… ele tá sempre em viagens de negócios e nunca tem tempo, nem pa mim, nem pa minha irmã.
Zac: Não fiques triste. Eu tenho muito tempo e é todo teu.
V(ri): Amo-te. Xau mor
Zac: Xau linda.
Ambos desligam. No outro dia cedo Lily já estava na sala, Zac estava a caminho da escola enquanto V acorda.
V: hrrrr tou atrasada!
Veste-se a correr e vai a cozinha onde está a mãe e a irmã. Vai lá e pega num iorgute líquido.
V: Bom dia e até logo.
Mãe: Não tomas pequeno almoço filha?
V: Não mãe, estou atrasada.
A mãe olha para o relógio.
Mãe: Mas filha, ainda tens tanto tempo, senta-te.
V: Mas mãe eu…
Mãe: mas nada! Tens que te alimentar.
V não tem opção e senta-se na mesa.
V: E já agora, onde está o pai?
Mãe: Ele já saiu cedo.
Stella: E não se despediu?
V: Já deverias estar habituada! O pai sempre fez isso… sempre… e nunca há de deixar de fazer até que todos o abandonem.
V levanta-se, já não queria saber daquilo para nada. Fingia não querer saber do pai mas aquilo magoava-lhe imenso.
Mãe: Eu já não consigo controlar a tua irmã!
Stella: mas mãe… Ela tem razão.
V vai em direcção à escola. Nessa altura Zac já lá tinha chego à sala a vê Lily a falar sozinha.
Lily: 1ºtenho que voltar a ganhar a lhe ganhar a confiança.
Zac: A quem?
Lily: Tavas aí?
Zac: De quem é que tens de ganhar a confiança?
Lily: Do… … do Tigelas! Ele mordeu-me. (tava a mão com a outra tentando esconder a “ferida”)
Zac: Deixa-me ver.
Lily: Não é preciso.
Zac: Está bem.
Lily vai até a janela e lá consegue ver V que estava quase a chegar a escola, e ela ri-se pensando em tudo aquilo que lhe estava a fazer e que esperava fazer.
Zac: Então, o que é que tem tanta piada?
Vai ter com ela. Lily tenta inventar rapidamente mais uma desculpa, por isso, vendo 2crianças a brinca…
Lily: Ali em baixo, fez me lembrar de quando éramos mais pequenos.
Zac: Pois é! As nossas mães ficavam fulas quando fugíamos para brincar.
Lily (aproximando-se de Zac): Eu queria tanto que o tempo pudesse voltar atrás…
Zac: Lily… eu também gostava muito daquele tempo mas…eu agora conheço pessoas que me fazem mais feliz ainda.
Lily: É a V?
Zac: É uma pessoa muito especial e… espero que um dia também consigas encontrar uma como eu consegui.
Lily: Eu já encontrei mas, voltei a perder.
Lily passa-lhe a mão na cara fazendo um certo sinal que eles faziam antes.
Zac: Tu sabes que eu gosto de ti mas apenas como uma amiga.
Lily: Eu sei mas…
Zac pega-lhe na mão.
Zac: Acredito que um dia vais ser tão feliz quando eu.
Lily: Quer dizer que não eras feliz quando estavas comigo?
Zac: Éramos felizes lá à nossa maneira!
Abraçam-se e precisamente nessa altura V aparece e vendo aquilo interpreta de maneira diferente ficando ali a ver. Lily dá-se conta de que ela lá estava pelo reflexo de um espelho.
Lily: Não quero te perder nunca mais!
Zac: Vais ver que correr tudo bem?
Lily: Adoro-te!
Zac: Eu também!
V deixa as chaves caírem no chão… o dia estava a correr-lhe pessimamente… antes que a pudessem ver vai-se embora. Zac vira-se e vai até a porta.
Zac: Pareceu-me ter ouvido alguma coisa.
Lily: Eu não ouvi nada mas vamos, já está quase a tocar.
Lily vai à frente e quando Zac passa pela porta pisa nas chaves e junta-as do chão indo ter com os seus amigos. (sem Lily)
Zac: Então pessoal?
V: Eu vou… para a sala.
Monique: Já?
V: Sim, tenho que falar…
Zac: Comigo!
V: Não.
Zac: Sim… eras tu, não eras?
V: E o que é que isso interessa? Vai lá com a tua amiguinha!
Corbin: É impressão minha ou a V está com ciúmes?
Jared: Ainda não te tinhas dado conta que eles… andam de mãos dadas? (ri)
V: Não andamos nada.
Zac: Nós namoramos!
Corbin: E não nos diziam nada!?
V: Tens a certeza que namoramos?
Zac: Claro que sim! Eu amo-te…
Dá o toque.
V levanta-se assim como todos os outros mas Zac agarra-a.
Zac: Vais deixar-me assim, sem explicar?
V: Explicar o quê? Deixa-me.
Vão para as aulas. Era sexta-feira e só tinham mais uma semana de aulas antes das férias de natal.
Zac passou o dia a tentar falar com V mas ela não quis… não queria ouvir mais nada. Já tinha visto o suficiente, ou não?

Desculpem ter demorado tanto mas… prontos…
Beijinhos***

5 comentários:

***Sarinha*** disse...

tah lindoooh !!
tou ansiosa pelo proximo capitulo !!
coitada da vane
e do zac !!
n demores, please !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
senao eu choro !! =(
bJhs

isa disse...

adorei...
mal posso esperar pelo proximo capitulo...
tadinha da van...mas tb s eles tiverem uma pekenina zanga n faz mal...mas k façam logo as pazes:)

bjs

Denise disse...

queria saber como fazer um blog eu nao sei entra no meu deixa um recado pra mim e porfavor escreve o outro capitulo estou ansiosa beijos

Denise disse...

deixa um recado nos seus recados porfavor e faz o Nate voltar de novo porfavor beijos

di@n@ disse...

Ta lindo...adorei!!! Tou ansiosa pelos pelos proximos capitulos =)
Bjs e continua